Vídeo mostra mãe se desesperando ao ver carro sendo furtado com filho dentro

A mãe deixou o filho no banco de trás do carro por alguns instantes, mas quando percebeu o suspeito já tinha levado o carro junto com a criança. Felizmente a polícia conseguiu encontrar o homem e prendê-lo

Resumo da Notícia

  • Uma mãe deixou o filho no banco de trás do carro por alguns instantes
  • Porém ao se deparar com o veículo sendo roubado com a criança dentro, ela se desesperou
  • O caso aconteceu em Klemzig, na Austrália

Uma mãe deixou o filho no banco de trás do carro por alguns instantes, porém ao se deparar com o veículo sendo roubado com a criança dentro, ela se desesperou. O caso aconteceu em Klemzig, na Austrália, e a mãe estava fazendo compras em um empório enquanto deixava o filho no carro.

-Publicidade-

No vídeo, gravado por uma câmera de segurança e compartilhado pela emissora de TV local “7News Adelaide”, foi registrado o momento em que o ladrão invadiu o carro da vítima. Percebendo o que estava acontecendo, a mãe saiu correndo de dentro do empório para tentar impedir o roubo, mas o suspeito ignorou ela, acelerou o carro e foi embora.

A mãe deixou o filho por alguns instantes e o carro foi roubado com a criança dentro
A mãe deixou o filho por alguns instantes e o carro foi roubado com a criança dentro (Foto: Reprodução/7 News Adelaide)

Desesperada, a mãe, então, voltou para o local e acionou a polícia. O veículo foi encontrado abandonado cerca de 2h30 após o furto. “Felizmente a criança estava segura, na parte de trás do carro”, declarou Matt Nairn, superintendente da polícia local, para a emissora ABC News. Por precaução, o bebê foi examinado por pediatras de um hospital infantil.

Um outro vídeo, compartilhado pela ABC, mostra o momento em que a mãe finalmente reencontra a criança. “É um grande alívio para a polícia reunir mãe e filho. A criança tem apenas 4 meses, você pode imaginar a angústia que isso causou à mãe”, comentou o oficial Nairn.

O policial ressaltou ainda que o caso é um alerta para os pais tomarem cuidado, mas reiterou que ninguém estava culpando a mãe. “Não acredito que a mãe tenha feito nada de errado. Acho que, neste caso, tudo foi feito pelo ofensor”, afirmou. O suspeito, um homem de 37 anos, foi preso. “Estamos analisando o furto e o sequestro potencial como os principais crimes. Mas do ponto de vista de qualquer pai, é mais do que angustiante que a criança seja levada, em qualquer circunstância”, concluiu o oficial.