Vídeo: Pai se emociona ao ouvir pela primeira vez coração saudável da filha após transplante

O pai tinha costume de ouvir o coração da filha desde quando era criança e ficava triste por saber que não estava saudável

Resumo da Notícia

  • Pai se emociona ao ouvir coração da filha após transplante
  • Ele tinha o costume de ouvir os batimentos desde quando a filha era criança
  • Ela foi diagnosticada com arritmia intra aguda

A catarinense Marina Moreira Azambuja viralizou recentemente nas redes sociais com um vídeo emocionante depois de receber um transplante de coração aos 30 anos. Na filmagem, o pai da mulher se emocionou ao ouvir o batimento saudável da filha pela primeira vez.

-Publicidade-

O procedimento aconteceu no dia 31 de maio deste ano, mas o vídeo só fez sucesso na internet durante esta última semana. Segundo a mulher na legenda da postagem do Instagram, o pai dela tinha o costume de ouvir o coração da filha desde a infância, sabendo o som exato do batimento antigo.

Ele ficava triste por saber que o órgão da filha não estava saudável. “Muitas vezes ele chorava, e sofria, pelo fato dele não estar bem”, escreveu a mulher na postagem do vídeo.

Pai se emociona ao ouvir coração saudável da filha após transplante
Pai se emociona ao ouvir coração saudável da filha após transplante (Foto: Reprodução/Instagram)

O vídeo, durante está quarta-feira, 15 de maio, já está com mais de 23 mil curtidas na rede social. Ela explicou na legenda que o encontro com o pai após o transplante aconteceu 10 dias depois do procedimento, já que ele não podia ver a filha na UTI.

“Então pedi a permissão para ele poder ouvir meu novo batimento e gravei a reação dele”, comentou Marina na legenda da postagem. “Meus pais nunca desistiram de mim, sempre lutaram por mim, estou aonde estou graças a minha família, e eu só sei agradecer”, continuou.

De acordo com informações dadas pelo portal g1, Marina foi diagnosticada com arritmia intra aguda, fazendo com que uma parte do coração, o ventrículo, não se desenvolvesse como normalmente, ficando do tamanho proporcional ao de uma adolescente de 14 anos, enquanto outra parte do coração, o átrio, ficava muito grande.

“Enfim! Obrigado Deus, por mais essa chance de vida, obrigado pela oportunidade de viver mais muitas décadas”, finalizou a mulher nas redes. Veja o vídeo: