Vídeo: Tratadora é atacada por crocodilo em frente a crianças

A cena aconteceu durante uma exibição e a empresa responsável já se pronunciou sobre o caso

Resumo da Notícia

  • A cena aconteceu durante uma exibição
  • O crocodilo prendeu as mãos da mulher entre os dentes
  • Um visitante ajudou a tratadora

No meio de uma exibição, uma funcionária do centro de répteis de Utah, nos Estados Unidos, foi atacada por um crocodilo na frente de crianças. A cena aconteceu quando ela estava alimentando o animal, quando de repente ela é puxada por ele para dentro da jaula. Em seguida o visitante do local Donnie Wiseman, de 48 anos, entrou no local para ajudá-la. O incidente aconteceu no sábado durante uma festa de aniversário infantil no Scales & Tails, em Salt Lake City.

-Publicidade-
(Foto: Reprodução / Youtube)

O vídeo mostra o momento exato em que ela é atacada. Shane Richins, dono da empresa, disse em uma entrevista que a mulher estava abrindo o cercado para começar a alimentar o crocodilo, e que ela sempre fazia isso, só que desta vez, o animal ficou “um pouco mais corajoso”. Shane também explicou que o centro tem um política rígida para que um segundo tratador sempre esteja ao lado quando os funcionários estiverem trabalhando com os animais. Mas, isso não acontecia quando o trabalhador não entrava no local.  “Ainda o aplicamos estritamente sempre que alguém entra com o crocodilo, mas, é claro, daqui para frente, voltaremos a aplicá-lo estritamente em qualquer interação exatamente por esse motivo”, disse Richins.

O réptil, depois de puxar a tratadora para perto, girou o corpo e manteve a mão dela presa entre os dentes. Foi quando o visitante Donnie entrou em cena. Eu fiquei tipo: ‘O que eu faço?’, ‘O que eu preciso fazer?”’, lembrou ele ao Gephardt Daily. “E eu peguei nele, assim como em todos os filmes e documentários que eu vi”, completou. Outro espectador conduziu as crianças para longe enquanto choravam, mostra o vídeo.

Donnie conseguiu prender o crocodilo e a tratadora entregou ele para outro homem, Todd Christopher, para receber ajuda para escapar. Wiseman ficou em cima do réptil até que conseguissem soltar ela. “Estou feliz por ele não ser maior”, disse o homem, rindo. “Nós estaríamos em apuros. Eu diria que ele tinha cerca de dois metros. Tenho 1,83 m de altura e ele me derrotou um pouco”, admitiu.

Segundo informações do site Scales & Tails, Utah é uma empresa familiar que oferece apresentações educacionais sobre répteis, pássaros, aranhas e escorpiões. “Esses cavalheiros poderiam ter ficado na zona de segurança como a maioria de nós ficaria, mas, em vez disso, pularam para a situação, por sua própria vontade, e ajudaram a proteger do crocodilo”, disse a empresa em um comunicado. “A ajuda deles, combinada com o treinamento de nosso membro da equipe, provavelmente salvou sua vida”, finalizou.