Família

Vídeos de crianças passando vergonha na internet não dá!

Entenda como a autoestima do seu filho pode ser abalada por essa prática

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Um relatório recente explorou o fato de que existem mais de 30.000 vídeos de crianças “passando vergonha” na internet e a tendência, que é crescente, desanima tanto os especialistas quanto os pais.

Pode ser um desafio descobrir a maneira “certa” de disciplinar seu filho com base na sua idade, nível de maturidade, mau comportamento e remorso, entre outros fatores. E é claro que sempre haverão várias escolas de pensamentos em torno das estratégias de disciplina mais eficazes. Mas há uma nova tendência para disciplinar que é, sem dúvida, perturbadora para muitos especialistas e pais: envergonhar crianças ao vivo ou gravar conteúdo de vídeo e postar online. Uma recente reportagem do The Sun apontou que 30.000 clipes como esses existem na internet e incluem exemplos horripilantes como pais dirigindo os Xboxes de seus filhos, raspando suas cabeças ou jogando seus presentes de Natal no fogo.

Em um caso particularmente notório e extremo de 2015, uma mãe chamada Jessica Beagley forçou o filho a beber pimenta após ele mentir. Depois disso, ela ainda gritou com ele enquanto o fazia tomar um banho gelado. Ela, claro,  foi condenada por abuso infantil e recebeu uma sentença de suspensão da guarda da criança e uma multa de 2.500 dólares.

Um exemplo mais recente que provocou debate online envolveu um pai fazendo seu filho correr na chuva depois que ele foi chutado para fora do ônibus por causa do bullying.

Como os pais se sentem

Muitos pais são rápidos em condenar essa forma de disciplina. “Envergonhar e intimidar/humilhar uma criança nunca é bom. Ponto final”, di