Virginia Fonseca fala sobre procedimento que fez enquanto estava internada no hospital

A influenciadora Virginia Fonseca explicou que teve que fazer o chamado “bloqueio” para aliviar dores

Resumo da Notícia

  • Virginia Fonseca fez um procedimento antes de receber alta na quarta-feira
  • A influenciadora postou um vídeo no canal do Youtube explicando como foi o procedimento
  • Segundo ela, isso ajudaria a não sentir dor nos próximos dias

A influenciadora Virginia Fonseca comentou sobre o procedimento médico que fez antes de receber alta hospitalar. Ela foi internada no dia 16 de maio no Hospital Villa Nova Star, em São Paulo. O procedimento chama “bloqueio”, ela fez na região da nuca o que ajudará ela ficar sem sentir dor.

-Publicidade-

“A médica acha que é o seguinte: a minha crise de enxaqueca em si já acabou. Agora só estão as dores dos nervos, que estão muito travados. Tipo, ontem veio a osteopata aqui, pra ‘liberar’ os nervos, porque esse lado meu [o direito] tá muito travado”, disse a influenciadora em um vídeo publicado no próprio do Youtube.

Virginia Fonseca comenta sobre procedimento que fez enquanto estava internada no hospital
Virginia Fonseca comenta sobre procedimento que fez enquanto estava internada no hospital (foto: reprodução/ Instagram @virginia)

Ela ainda acrescentou que esse procedimento ajudará ela ficar sem sentir dores nos próximos dias: “Eles vão fazer esse bloqueio pra eu voltar pra casa sem dor, fico uns 15 dias sem dor, pra eu ir fazer essa soltura. Aí vou marcar fisioterapeuta, tudo pra ir soltando [a tensão], pra não sentir mais dor, pra não chegar ao nível que chegou. Sou muito tensa, muito estressada, o que faz com que a enxaqueca venha mais forte”.

Para fazer o bloqueio, ela teve que ficar de jejum por algumas horas, da noite anterior até a manhã de quarta-feira, dia 18 de maio. O procedimento precisaria de anestesia na região dos ombros e nuca até o topo da cabeça, mas já que Virginia está esperando um bebê, os médicos preferiram fazer sem a anestesia.

Entenda o caso

Virginia Fonseca segue internada em um hospital de São Paulo. A influenciadora, que é mãe de Maria Alice e está à espera de mais um bebê, foi internada pela primeira vez no último sábado, 14 de maio, com fortes dores de cabeça. No domingo, menos de 24 horas depois de ter recebido alta, ela acabou precisando voltar ao hospital, onde está até o momento. Depois de alguns exames, foi emitido na última terça-feira, 17 de maio, um comunicado que trouxe o laudo da influenciadora, que foi diagnosticada com cefaleia refratária.

Hospital onde a influenciadora está falou sobre o estado de saúde dela
Hospital onde a influenciadora está falou sobre o estado de saúde dela (Foto: reprodução/Instagram/@virginia)

“São Paulo, 17 de maio de 2022 – O Hospital Vila Nova Star informa que a senhora Virgínia Pimenta da Fonseca Serrano está internada desde o dia 15 de maio de 2022 devido a um quadro de cefaleia refratária à analgesia convencional. A paciente está no quarto, estável e consciente, recebendo medicações venosas para controle da dor. A avaliação obstétrica diária demonstra que a gestação transcorre normalmente, sem intercorrências, e o feto encontra-se com boa vitalidade”, afirma a nota, divulgada na coluna do Leo Dias.

O que é cefaleia refratária?

Mas, afinal, o que é essa tal de cefaleia refratária? Conversamos com a Dra. Inara Taís de Almeida, neurologista e neuroimunologista, membro titular da Academia Brasileira de Neurologia, que nos explicou um pouco mais sobre a condição. “Cefaleia refratária é um termo médico usado para descrever uma dor de cabeça mais duradoura que o habitual, no caso da enxaqueca seria uma dor de cabeça com duração maior que 72 horas. O diagnóstico geralmente é realizado quando a pessoa apresenta uma dor de cabeça duradoura que não melhora com tratamento habitual”, esclarece.

O tratamento nesses casos costumam ser um pouco mais específicos e precisam ser realizados no hospital ou em um pronto socorro, como apontado pela neurologista. Já as causas são as mesmas que já conhecemos, de uma dor de cabeça comum:  alterações no sono, alimentação não-balanceada,  estresse e até mesmo outros problemas de saúde no organismo.

Cefaleia refratária x gravidez

Virginia Fonseca está grávida de 5 meses, à espera do segundo bebê, cujo sexo ainda não foi revelado, fruto do relacionamento com o cantor Zé Felipe. Depois do diagnóstico, muitos fãs questionaram se a doença teria algo a ver com a gestação ou se poderia trazer algum problema para o bebê. A Dra. Inara esclareceu que não. “A cefaleia refratária não tem relação com gravidez, mas, como na gravidez as opções de tratamento para a dor de cabeça são mais restritas, a crise de dor pode ser mais difícil de tratar”, aponta.

Ela acrescentou, ainda, que as dores não devem trazer nenhum tipo de problema para o feto. “Com o tratamento e acompanhamento adequados a dor costuma melhorar e geralmente não há intercorrências gestacionais”, completa.