Pandemia, epidemia e infecção endêmica: você sabe a diferença?

O surto de coronavírus foi classificado como uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde; Entenda quais são as diferenças entre os três termos e saiba classificá-los

Resumo da Notícia

  • A Organização Mundial da Saúde declarou o coronavírus como uma pandemia
  • Em três tópicos, explicamos a diferença entre os termos
  • A infecção endêmica fica sempre em uma mesma região
  • A epidemia se espalha entre cidades e de forma rápida
Apesar de parecidos, os três termos possuem diferenças bastante específicas (Foto: Getty Images)

Com mais de 100 mil infectados e 4 mil mortos, a Organização Mundial da Saúde (OMS), confirmou o surto de coronavírus como uma pandemia. Mas afinal, você sabe qual é a diferença entre epidemia, infecção endêmica e pandemia? Olha só a definição de cada uma e entenda a distinção entre os termos.

Infecção endêmica

A endemia, ou também infecção endêmica, é quando uma doença já ocorre durante anos em uma determinada região, mas não atinge ou se espalha entre outras comunidades. Com duração contínua, ela se restringe apenas a uma área. No Brasil, as doenças mais conhecidas são a Dengue e a Febre Amarela, necessitando a vacinação dos visitantes quando viajam para os locais específicos.

Epidemia

Infecciosa e transmissível, ocorre em um determinada região e pode se espalhar de forma rápida para as pessoas que estão em outros locais. A epidemia geralmente ocorre por conta de uma mutação da doença ou agente transmissor, gerando um novo agente, muitas vezes desconhecido. Com o decorrer do tempo, o vírus passa de epidemia para endemia, e depois para esporádico.

O coronavírus já causou mais de 4 mil mortes (Foto: Getty Images)

Pandemia

Podendo atingir grandes proporções, a pandemia também é uma epidemia, porém que pode se espalhar por um ou mais continentes e ainda pelo mundo todo, de forma desequilibrada. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), esse caso pode acontecer quando uma nova doença atinge os humanos e se espalha rapidamente. O principal critério de uma pandemia é que a doença ou condição, além de matar e se propagar, precisa ser infecciosa.

A Organização Mundial da Saúde classificou o coronavírus como uma pandemia

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus (Foto: reprodução / UOL)

Nesta quarta-feira, 11 de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou um quadro de pandemia do Coronavírus, eles reconhecem que a estratégia para conter a proliferação não está sendo o suficiente.

A OMS resolveu divulgar a classificação pois a transmissão do vírus está recorrente e ocorrendo em diversas partes do mundo de forma simultânea.

Quando a pandemia é anunciada, significa que um alerta para que os governos mundiais trabalhem não apenas para conter o vírus mas também para atender a parcela mais ampla e vulnerável da população, ou seja, deve haver um plano sanitário para evitar mortes.

Vale ressaltar que, a mudança no status da doença não significa que a letalidade aumentou mas que os países devem adotar medidas agressivas de prevenção.

O número de países com casos de Corona passou de 45 para 110, em uma semana. No Brasil já são 35 casos confirmados e centenas de suspeitas.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!