Volta às aulas 2021: veja quando irá iniciar o ano letivo em cada um dos estados

Com o retorno escolar prestes a começar em diversos lugares do Brasil, fizemos uma lista completa por região dos calendários divulgados até o momento

Resumo da Notícia

  • Veja as datas para o início do ano letivo de 2021
  • 15 unidades federativas já divulgaram o calendário de volta às aulas

Após quase um ano das escolas terem que se reinventar para o ano letivo de 2020, a pandemia ainda deixou muitas dúvidas sobre como será a finalização deste período e como fica o início de 2021. Até o momento, 15 unidades federativas já divulgaram o calendário e anunciaram informações oficiais sobre o retorno. Veja cada uma das regiões:

-Publicidade-
Veja as datas por estado (Foto: Getty Images)

Acre (AC)

Mauro Sérgio Cruz, secretário de Educação, Cultura e Esporte do Acre, disse em coletiva de imprensa que o ano letivo de 2020 será concluído em janeiro, fevereiro e março na rede pública. Nos dois primeiros meses, as aulas serão realizadas de maneira remota e apenas a partir de março, com um sistema híbrido, os alunos poderão realizar atividades presenciais e à distâncias nas escolas.

Em abril deste ano, haverá um novo recesso, no qual as famílias poderão realizar as matrículas para o ano letivo de 2021. A previsão é de que ele tenha início em 2 de maio na rede pública. Escolas particulares devem seguir os próprios calendários de volta às aulas, podendo receber no máximo 30% dos alunos, desde novembro do ano passado, e respeitando os protocolos de segurança.

Alagoas (AL)

O retorno presencial no estado está liberado para o dia 21 de janeiro, assim como anunciado em coletiva de imprensa pelo governador Renan Filho, em dezembro do ano passado.

Na rede pública estadual, a previsão é para 1º de março. Na sala de aula da rede privada, a capacidade de alunos pode ser de até 50% e na rede pública de 30%.

Amapá (AP)

Apesar de ainda não haver uma data de retorno oficial definida, pronunciamentos do governo do Amapá indicam que o retorno com ensino híbrido na rede pública pode acontecer em abril. Na capital, Macapá, as escolas particulares podem seguir o próprio calendário de ensino híbrido e retornar a partir de 15 de janeiro.

Amazonas (AM)

No estado do Amazonas, a data para o início do ano letivo ainda não foi divulgada, mas as famílias precisam efetuar as matrículas até o dia 2 de fevereiro. Desde julho do ano passado, o estado autorizou que as escolas reabrissem para o ensino presencial na rede privada, e em agosto para a rede estadual.

Bahia (BA)

O estado ainda divulgou o calendário oficial para o ano letivo de 2021 e ainda não informou a previsão do retorno na rede estadual de ensino. Em Salvador, Bruno Reis disse em coletiva de imprensa, em dezembro de 2020, que as aulas nas escolas municipais estão previstas para retornar em 8 de fevereiro em um modelo híbrido. Vale lembrar ainda que a data irá depender dos indicadores de coronavírus de janeiro na Bahia.

Ceará (CE)

A partir de um modelo híbrido, com atividades presenciais e remotas, as aulas na rede estadual estão previstas para voltar em fevereiro de 2021, assim como informa Camilo Santana, governador do estado do Ceará. Vale lembrar que ainda não existe uma data oficial definida e que o modelo híbrido é opcional, podendo ser definido pelas instituições ou prefeituras.

Distrito Federal (DF)

Assim como publicado no Diário Oficial em dezembro, as aulas nas escolas públicas irão começar no dia 8 de março. A Secretaria de Educação ainda não especificou se o modelo será remoto, híbrido ou presencial, pois está esperando por “avaliações científicas da evolução da pandemia nos meses de janeiro e fevereiro”.

Espírito Santo (ES)

Na rede estadual de ensino, o ano letivo irá começar no dia 4 de fevereiro, mas também sem um modelo de ensino definido.

Segundo uma nota publicada pelo Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Espírito Santo (Sinepe) disse que as escolas particulares de municípios com riscos baixos e moderados poderão voltar com o ensino presencial a partir do dia 1º de fevereiro.

Goiás (GO)

No estado, as aulas na rede pública terão início no dia 19 de janeiro pelo ensino remoto e a partir de 25 de janeiro de maneira híbrida. Em nota divulgada pela secretaria estadual de educação, as escolas poderão funcionar com até 30% da capacidade de estudantes. Serão priorizados alunos do 2º e ano do Ensino Médio, além do 9º ano do ensino fundamental e os que não possuem acesso à internet.

Maranhão (MA)

Para o ensino infantil e fundamental, o ano letivo de 2021 ainda não foi definido, mas existe a previsão de que ocorra em maio. O modelo de ensino também não foi divulgado.

Mato Grosso (MT)

Com a previsão da retomada em fevereiro na rede estadual, haverá um sistema de revezamento em que as salas de aula irão funcionar apenas com a metade da capacidade de alunos.

Mato Grosso do Sul (MS)

Ainda sem um modelo de ensino definido, a volta às aulas no estado irá ocorrer na primeira semana de março. Já na capital, Campo Grande, as escolas particulares e municipais poderão liberar as aulas presenciais a partir do dia 1º de fevereiro.

Minas Gerais

Como definido, o início do ano letivo irá acontecer no dia 4 de março. Porém, as aulas presenciais nas escolas públicas e particulares ainda não foram autorizadas.

Pará (PA)

Ainda não existe data ou modelos de ensino definido para a volta às aulas no estado. As escolas particulares estão autorizadas a voltar desde 30 de novembro de 2020.

Paraíba (PB)

Na rede estadual, o retorno está definido para o dia 18 de fevereiro, mas ainda sem um modelo de ensino definido. Para a rede municipal, as datas deverão ser acordadas por cada um dos municípios, além do formato das aulas. Para as escolas particulares, o retorno está previsto para começar a acontecer a partir de 8 de fevereiro.

Paraná

Com início previsto para o dia 18 de fevereiro, a volta às aulas irá ocorrer no modelo híbrido. Segundo uma nota da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, o retorno será opcional.

Terão prioridade os alunos sem acesso à internet. As escolas particulares terão a possibilidade de decidir de maneira individual sobre o retorno das atividades.

Alguns estados ainda não informaram previsões sobre o retorno (Foto: iStock)

Pernambuco (PE)

No formato híbrido, a rede estadual de ensino terá início no dia 4 de fevereiro. Já para as escolas particulares, o retorno está liberado para o dia 1º de fevereiro.

Piauí (PI)

Já em janeiro, a rede particular e pública de ensino poderá voltar a partir de um modelo híbrido, cabendo a família decidir se o estudante participará ou não das atividades presenciais. Para o Ensino Infantil, poderá funcionar de maneira 100% presencial.

Rio de Janeiro (RJ)

Segundo o secretário de Educação, Comte Bittencourt, a rede estadual de ensino irá voltar no dia 1º de março e será híbrido. Já a rede municipal, foi informado no dia 27 de janeiro que o retorno acontece no dia 8 de fevereiro no formato remoto de ensino.

Para a rede particular, segundo informações do jornal O Globo, as aulas podem retornar no município a partir do dia 1º de fevereiro, mas as escolas devem divulgar aos pais seus próprios calendários. É importante ainda que cada instituição siga as regras estabelecidas pela rede estadual sobre classificação de risco, lotação e determinações.

Rio Grande do Norte (RN)

A secretaria de Educação anunciou que o retorno na rede estadual irá acontecer de forma presencial no dia 1º de fevereiro e na, rede municipal, no dia 2 de fevereiro. As escolas particulares também já estão autorizadas a liberaram as aulas presenciais a partir de fevereiro, desde que sigam os protocolos de segurança estabelecidos.

Rio Grande do Sul (RS)

Segundo informações da Secretaria da Educação do estado, a rede estadual de ensino irá funcionar a partir do formato híbrido, iniciando o calendário letivo a partir de 8 de março, com término em 21 de dezembro. O retorno irá funcionar da seguinte maneira:

  • 08/02 – Ensino Fundamental (1º ao 5º ano)
  • 11/02 – Ensino Fundamental (6º ao 9º ano)
  • 15/02 – Ensino Médio e Técnico

Para a rede municipal, o retorno acontece em 22 de fevereiro para a Educação Infantil e Fundamental no modelo presencial. No caso das escolas particulares, o funcionamento está autorizado desde setembro de 2020, seguindo o modelo híbrido.

Rondônia (RO)

Até o momento, não existem datas previstas para o retorno.

Roraima

Segundo a Secretaria da Educação do estado, ainda não há uma data definida para o retorno presencial dos alunos às escolas, mas foi informado que essa decisão será tomada em conjunto com a Secretaria estadual de Saúde (Sesau). O ensino remoto da rede estadual permanece suspenso até o dia 9 de fevereiro. Nas escolas particulares, o ensino híbrido pode ser retomado a partir do dia 18 de janeiro.

Santa Catarina (SC)

De acordo com informações do governo do Estado, a rede estadual de ensino prevê a volta às aulas para o dia 18 de fevereiro com alternância entre os alunos. Na rede municipal, as cidades possuem autonomia para definir as datas. Até o momento, Florianópolis decidiu o retorno presencial para o dia 10 de fevereiro, Joinville ainda está em definição e Blumenau prevê para 8 de fevereiro.

No caso da rede particular, após quase um ano sem aulas presenciais, o Sindicato das Escolas Particulares de Santa Catarina informou que a maioria das instituições deve iniciar o ano letivo de 2021 entre 8 e 9 de fevereiro.

São Paulo (SP)

O governo de São Paulo definiu que o início do ano letivo para a rede estadual irá começar no dia 8 de fevereiro de forma híbrida, não havendo obrigatoriedade presencial durante as fases laranja e vermelha do Plano São Paulo. Já para a rede municipal, o retorno acontece a partir de 1º de fevereiro, sendo na cidade de São Paulo em 15 de fevereiro. Para as escolas privadas, o retorno presencial poderá ser definido também a partir do dia 1º de fevereiro.

Sergipe (SE)

A partir de uma reunião realizada pelo governo do estado com o Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (Ctcae), ficou definido que o início do ano letivo da rede pública estadual irá acontecer em 22 de março de 2021. Para as redes municipais, fica a critério da cada município definir o próprio calendário e condições para o retorno das atividades escolares. No caso da rede particular de ensino, foi autorizada a retomada total do Ensino Médio a partir de 18 de janeiro e em relação ao Ensino Fundamental e Infantil, as instituições de cada município podem definir a programação de retorno.

Tocantins (TO)

Até o momento, não foi definido quando haverá o retorno presencial e início do ano letivo na rede pública estadual e municipal. No caso da capital, Palmas, a previsão é que as aulas retornem no modelo híbrido no dia 2 de fevereiro, assim como as instituições de ensino particular.