Volta às aulas: Prefeitura de São Paulo autoriza retorno presencial após fase emergencial

A partir de uma publicação no Diário Oficial na manhã desta quarta-feira, 1º de abril, Bruno Covas informou que as escolas estão autorizadas a abrirem a partir do dia 12 de abril

Resumo da Notícia

  • As escolas estão autorizadas a abrirem para os alunos a partir do dia 12 de abril
  • A decisão foi publicada no Diário Oficial do Município nesta manhã
  • As aulas estavam suspensas na cidade de São Paulo desde o dia 12 de março

Nesta quinta-feira, 1º de abril, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, autorizou a retomadas das aulas presenciais tanto para a rede pública, como privada, a partir do dia 12 de abril. Vale lembrar ainda que a medida só irá valer se a fase emergencial do Plano São Paulo, a mais restritiva do estado, não for prorrogada. A informação foi confirmada a partir de publicação no Diário Oficial do Município.

-Publicidade-

As aulas foram suspensas no dia 12 de março, por causa de um aumento no número de casos e óbitos por conta do novo coronavírus. Além disso, o prefeito também antecipou feriados e mudou o rodízio de veículos na cidade como uma alternativa de diminuir a circulação de pessoas nas ruas.

O retorno presencial das aulas irá acontecer a partir do dia 12 de abril na cidade de São Paulo (Foto: Thinkstock)

Desde o último sábado, 27 de março, João Doria informou pelo Diário Oficial em um decreto que as escolas foram incluídas como serviços essenciais, e já estão autorizadas a voltarem a funcionar. Mas, cabe ao prefeito de cada município fazer esta decisão.

Até o momento, como informado na sexta-feira, 26 de março, a fase emergencial do Plano São Paulo foi prorrogada até o dia 11 de abril. Com isso, todos os serviços não emergenciais devem permanecer fechados e a população deve seguir o toque de recolher entre 20h e 05h.