‘Vovô da UTI’: aposentado trabalha dando colo a bebês prematuros em hospital americano

David Deutchman é voluntário no Children’s Healthcare há 12 anos e é considerado o melhor cuidador do centropediátrico pelas enfermeiras

Resumo da Notícia

  • David Deutchman é voluntário no Children's Healthcare, em Atlanta, nos Estados Unidos
  • O idoso trabalha segurando bebês prematuros há 12 anos
  • Veja a história completa:

Quem não gosta do colo do avô, não é mesmo? Um hospital de Atlanta, nos Estados Unidos, resolveu passar essa função para um funcionário bem especial: David Deutchman. O homem dá colo para os bebês prematuros da UTI do Children’s Healthcare, o centro pediátrico local. Ele já é voluntário há 12 anos e passa as suas terça abraçando os recém-nascidos que não puderam receber a visita dos pais.

-Publicidade-
O aposentado é conhecido como “vovô da UTI” (Foto: reprodução / divulgação)

David já foi apelidado como “vovô da UTI” e é considerado pelas enfermeiras o melhor cuidador da história do hospital. O aposentado também costuma acalmar as mães e os pais que sentem medo de deixar o bebê sozinho nas salas de tratamento. “Muitas vezes na UTI neonatal, eu estou segurando um bebê ou segurando a mão da mãe, o que é muito importante porque temos muitas mães que estão em uma posição estressante e gostam de ter alguém com quem pode conversar com ele ”, contou ele em entrevista para o Atlanta Jewish Times.

David e Logan (Foto: reprodução / divulgação)

As fotos do idoso com os bebês são publicadas na página do hospital no Facebook e já tiveram mais de 65 mil compartilhamentos. “Esta foto foi tirada pela mãe do bebê Logan, enquanto ela lutava contra as lágrimas. Logan está no nosso hospital há seis semanas. Nessa manhã em particular, ela entrou na UTIP para encontrar Logan – um prematuro nascido com apenas 25 semanas – nos braços de David, que sorriu e se apresentou como o vovô da UTI. Esta foto captura apenas um momento precioso com a lenda de um voluntário de hospital que está segurando pacientes e as mãos de seus pais há 12 anos”, escreveu o centro pediátrico na publicação.

-Publicidade-

O aposentado segue com a sua rotina de carinho e brinca sobre a “profissão” que encontrou. “Alguns dos meus amigos homens me perguntam o que eu faço aqui. Eu digo para eles que seguro bebês. Às vezes eles vomitam em mim ou fazem xixi. É ótimo. E então eles me perguntam por quê eu faço isso. Eles não entendem o tipo de recompensa que é seguram um bebê dessa forma”, disse David.

-Publicidade-