Youtuber famosa devolve filho com autismo após adoção e motivo causa revolta

Myka Stauffer ficou conhecida por mostrar todo o processo de adaptação de Huxley em casa e surpreendeu os seguidores após dar a notícia com um vídeo

Resumo da Notícia

  • Myka Stauffer adotou Huxley em 2017
  • Os pais fizeram um processo de adoção internacional e o menino veio da China para os Estados Unidos
  • Eles explicaram o motivo da decisão
  • Os internautas criticaram Myka duramente
O casal explicou a decisão (Foto: reprodução / Instagram @mykastauffer)

Myka Stauffer, uma youtuber com milhares de inscritos e seguidores nas redes sociais, ficou conhecida por compartilhar todo o processo de adoção do filho, Huxley. Os fãs, questionando o sumiço do menino no vídeo, fizeram com que ela assumisse que o devolveu após três anos em casa.

-Publicidade-

Em uma gravação ao lado do marido, Myka contou que o motivo foi por “problemas comportamentais”, mas não os especificou. A adoção de Huxley, que aconteceu em 2017, na China, fez com que ela ganhasse diversos patrocínios e seguidores. Por diversas entrevistas, a youtuber também defendia a adoção internacional.

O casal, que mora em Ohio, nos Estados Unidos, não se pronunciou mais sobre o assunto, o que causou revolta na internet. Ao longo do canal no YouTube, que possui 717 mil inscritos, mostraram o crescimento da filha e também de outra menina, fruto de um relacionamento anterior de Myka.

-Publicidade-
Huxley foi adotado em 2017 (Foto: reprodução / Instagram @mykastauffer)

Na “jornada da adoção” de Huxley, ela produziu cerca de 27 vídeos. Durante eventos, Myka também arrecadou fundos para a doação e mostrou a primeira foto do filho em uma espécie de quebra-cabeça.

Em um artigo, que escreveu para o Parade, a mãe contou que Huxley tinha um “tumor e dano cerebral”. Anteriormente, ela havia dito também que o casal não estava aberto para adotar uma criança com necessidades especiais. “Mas quando deixamos a ideia absorver, Deus amoleceu nossos corações. Antes que percebêssemos, estávamos abertos a quase todas as necessidades especiais”.

Ainda em uma matéria para a Parede, Myka contou que Huxley foi diagnosticado com “derrame no útero, autismo de nível 3 e distúrbio do processamento sensorial”. “Ele é um ótimo garoto e sua condição não envolve muito cuidado geral – tudo que você precisa é de um grande coração e praticar paciência todos os dias. É um tipo diferente de paciência”.

Na terça-feira, 26 de maio, o casal publicou um vídeo sobre as atualizações da família. Durante a gravação, eles contaram que Huxley foi colocado para adoção novamente e que a decisão foi tomada pelo bem estar emocional do menino. James disse ainda que não sabia das necessidades especiais do filho quando o trouxeram para os Estados Unidos.

Durante agravação, os pais pediram apoio: “Não houve um minuto sequer em que eu não tentei dar meu melhor. Após uma série de avaliações, vários profissionais de saúde disseram que ele precisa de mais. Tem sido muito difícil. Eu quero dizer para vocês o que está acontecendo. Eu me sinto um fracasso como mãe? Sim, 500%. Esta jornada foi a coisa mais difícil que eu já passei. Após colocar nosso coração nesse menino…Nós não vamos dar detalhes sobre o que aconteceu porque queremos preservar a privacidade dele. A agência de adoção achou alguém que eles acham que vai ser a melhor escolha, ele está bem, sua mãe nova tem treinamento médico profissional e é uma combinação perfeita. Nos deem o apoio que nós precisamos neste momento e respeitem a privacidade do Huxley”.

Os fãs estranharam o sumiço do menino nas redes sociais de Myka (Foto: reprodução / Instagram @mykastauffer)

James também se explicou: “Quando o Huxley chegou em casa havia muito mais necessidades especiais que não sabíamos. Nos últimos anos ele esteve em uma série de terapias e nós tentamos ajudá-lo como pudemos. Nós nunca quisemos ficar nessa posição, nós tentamos ajudá-lo o máximo possível, nós o amamos de verdade”.

Nas redes sociais, os seguidores de Myka ficaram assustados e indignados com a situação: “Meu coração dói pelo pequeno Huxley. Eles trouxeram este menininho da China, fizeram eles começaram tudo de novo e agora o abandonaram. 80% dos seguidores deles vieram por causa da história da adoção, eles conseguiram patrocínios e os seguidores deles até patrocinaram a viagem deles até a China!”, disse uma. “Imagine adotar uma criança com necessidades especiais da China, chamar ele de Huxley (que nome é esse?), explorar ele em troca de dinheiro de patrocinadores e de monetizar mais os vídeos, e então dar ele para outra família, como se ele fosse um pet e não um ser humano!”, concluiu outra.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-