Gravidez

17 dicas para uma gravidez saudável

Algumas simples dicas podem te ajudar na sua saúde e do bebê

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

young-pregnant-woman-have-massage-treatment-at-spa-picture-id858726274

(Foto: iStock)

Se você está grávida ou pensando em engravidar, provavelmente conhece alguns dos conselhos básicos da gravidez sobre como cuidar de si mesmo e do bebê. Mas, separamos algumas outras dicas que nem todas mães sabem para te ajudar a garantir o desenvolvimento pré-natal seguro e saudável.

Tome uma vitamina pré-natal

Mesmo quando você ainda está tentando engravidar, é inteligente começar a tomar vitaminas pré-natais. É importante obter nutrientes essenciais, como ácido fólico, cálcio e ferro, desde o início. Estas vitaminas estão disponíveis na maioria das farmácias. Se tomá-las faz você se sentir enjoada, tente à noite ou com um lanche leve.

Exercícios

Manter-se ativa é importante para a sua saúde geral e pode ajudá-la a reduzir o estresse, controlar seu peso, melhorar a circulação, melhorar seu humor e dormir melhor. Faça uma aula de exercícios para grávidas ou caminhe pelo menos 15 a 20 minutos todos os dias a um ritmo moderado. Pilates, yoga e natação também são ótimas atividades para a maioria das mulheres grávidas, mas não se esqueça de verificar com seu médico antes de iniciar qualquer exercício.

Escreva um plano de nascimento

Anote seus desejos e dê uma cópia para todos os envolvidos com o nascimento. De acordo com a American Pregnancy Association, aqui estão algumas coisas a considerar ao escrever seu plano de nascimento:

– Quem você quer presente, incluindo filhos ou irmãos do bebê

– Procedimentos que você deseja evitar

– Quais posições você prefere para trabalho de parto

– Roupas especiais que você gostaria de usar

– Se você quer música especial

– Se você quer analgésicos

– O que fazer se surgirem complicações

Eduque-se

Mesmo que este não seja o seu primeiro filho, assistir a uma aula de parto ajudará você a se sentir mais preparado. Você terá a oportunidade de fazer perguntas específicas e expressar suas preocupações.

Pompoarismo

Pompoarismo ou exercícios de Kegels fortalecem os músculos do assoalho pélvico, que sustentam a bexiga, os intestinos e o útero. Feito corretamente, este exercício simples pode ajudar a facilitar na hora do parto e prevenir problemas mais tarde com a incontinência. A melhor parte: ninguém pode dizer que você está fazendo, então você pode praticar no carro, enquanto você está sentado em sua mesa, ou mesmo em pé na fila da mercearia. Veja como fazer isso corretamente:

– Pratique apertar como se você estivesse interrompendo o fluxo de urina quando você usa o banheiro

– Mantenha por três segundos, depois relaxe por três

– Repetir 10 vezes

Dê um tempo nas tarefas

Mesmo as tarefas diárias podem se tornar arriscadas quando você está grávida. A exposição a produtos químicos tóxicos, a elevação de objetos pesados ou o contato com bactérias podem prejudicar você e seu bebê.

Acompanhe seu ganho de peso 

Nós sabemos que você está comendo por dois, mas empacotar muitos quilos extras pode dificultar a perda deles depois. Ao mesmo tempo, não ganhar peso suficiente pode colocar o bebê em risco de um parto de baixo peso, uma das principais causas de problemas de desenvolvimento.

Vá às compras

Por fim, uma desculpa perfeita para comprar sapatos! Seu ganho de peso natural libera seu centro de gravidade, exercendo uma pressão extra nos seus pés. Com o tempo, essa pressão adicional pode causar uma dor neles. Você também pode reter líquidos, o que pode fazer seus pés e tornozelos incharem. Por isso, é importante usar sapatos confortáveis. E não se esqueça de colocar os pés para cima várias vezes ao dia para evitar a fadiga e inchaço dos pés, pernas e tornozelos.

Repense seu estilo de spa 

Gravidez é definitivamente um momento para mimar, mas você precisa ter cuidado. Evite saunas e banheiras de água quente, que podem fazer você superaquecer. Além disso, certos óleos essenciais podem causar contrações uterinas, especialmente durante o primeiro e segundo trimestre, portanto, verifique com seu massagista para se certificar de que apenas os seguros estão sendo usados. Na lista de tabus: zimbro, alecrim e sálvia. O mesmo vale para medicamentos sem receita e suplementos contendo esses remédios à base de plantas. Não os tome sem primeiro consultar seu obstetra ou parteira.

Coma alimentos ricos em ácido fólico 

Além de beber de oito a dez copos de água por dia, você deve comer cinco ou seis refeições bem balanceadas com muitos alimentos ricos em ácido fólico, como cereais enriquecidos, aspargos, lentilhas, gérmen de trigo, laranja e suco de laranja.

Recarregue-se com fruta

A maioria dos médicos recomenda limitar a cafeína durante a gravidez, uma vez que pode ter efeitos nocivos em você e no bebê. Cortar pode ser difícil, especialmente quando você está acostumado, então, para um rápido estímulo, tente mordiscar algumas frutas. “Os açúcares naturais em frutas como bananas e maçãs podem ajudar a elevar os níveis de energia”, diz a nutricionista Frances Largeman-Roth.

Coma peixes 

Em um estudo de 2007 com mais de 12.000 crianças, os pesquisadores descobriram que os jovens cujas mães comiam mais peixe durante a gravidez tinham maiores Q.Is, além de melhores habilidades motoras e de comunicação, do que aqueles cujas mães não comiam peixe. Os cientistas dizem que é porque o peixe é rico em ômega 3, um nutriente essencial para o desenvolvimento do cérebro. Há apenas um problema: alguns tipos de peixe contêm mercúrio, que pode ser tóxico para bebês e adultos.

Use protetor solar

Estar grávida torna sua pele mais sensível à luz do sol, então você está mais propenso a queimaduras solares e cloasma, aquelas manchas escuras que às vezes aparecem no rosto. Aplique um protetor solar com um FPS de 30 ou mais e use chapéu e óculos escuros.

Viaje com inteligência 

Dá para viajar, sim! Basta tomar algumas precauções. A Clínica Mayo diz que no meio da gravidez costuma ser a melhor hora para voar. Ainda assim, verifique com seu médico sobre quaisquer planos de viagem e certifique-se de que a companhia aérea não tenha restrições para mulheres grávidas. No avião, beba muita água para se manter hidratado, levante-se e caminhe a cada meia hora para reduzir o risco de coágulos sanguíneos. No carro, continue a usar um cinto de segurança. Além disso, as mulheres grávidas devem sentar-se o mais longe possível do air bag.

Diga sim aos desejos – às vezes

Ninguém sabe por que os desejos acontecem. Alguns especialistas dizem que eles podem ser a maneira natural de fornecer nutrientes que falta para uma mãe grávida. Outros dizem que são uma coisa emocional. Independentemente disso, contanto que você esteja comendo uma dieta saudável, geralmente é aceitável ceder aos seus desejos. Apenas tome cuidado para limitar as porções.

Saiba quando chamar o médico 

Estar grávida pode ser confuso, especialmente se for sua primeira vez. Como você sabe qual pontada é normal e qual não é? De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, você deve ligar para o seu médico se tiver algum destes sintomas:

– Dor de qualquer tipo

– Fortes cãibras

– Contrações em intervalos de 20 minutos

Sangramento vaginal ou vazamento de fluido

– Tonturas ou desmaios

– Falta de ar

– Palpitações cardíacas

– Náuseas e vômitos constantes

– Dificuldade em andar

– Diminuição da atividade do bebê

Mime-se

Você pode pensar que está ocupada agora, mas quando o bebê chegar, você terá ainda menos momentos preciosos para si mesmo. Certifique-se de ter pelo menos oito horas de sono por noite. Trate-se bem: uma manicure na hora do almoço, uma noite com as amigas, ou simplesmente fazer uma caminhada tranquila – isso é bom tanto para você quanto para o bebê.

Leia também:

Tempo com as amigas é tão bom para a saúde quanto exercícios físicos 

Sangramento na gravidez? Te ajudamos a saber quando é normal

3 passos para se proteger da gripe durante a gravidez

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não