Acne na gravidez: por que aparece, como prevenir, tratamento e receitas caseiras

Apesar de ser bastante comum durante a gravidez, a acne pode atrapalhar a autoestima e causar incômodo. Veja algumas dicas de ouro para driblar o problema nesta fase tão especial

Resumo da Notícia

  • A acne na gravidez ocorre por causa das mudanças hormonais
  • Mesmo na gestação, é possível realizar tratamentos específicos para amenizar o problema
  • Investir nos cuidados diários com a pele é uma ótima alternativa para driblar o incômodo

Durante a gravidez, o corpo passa por diversas mudanças e começa a se adaptar para a chegada do bebê. Mas, algumas delas, como a acne gestacional, pode causar um certo incômodo nas mulheres. Para quem enfrentou as espinhas na adolescência, nem sempre é fácil voltar a conviver com elas durante esse período.

-Publicidade-

A boa notícia é que é possível prevenir a acne na gravidez com alguns hábitos simples para controlar a oleosidade da pele. Para tirar as principais dúvidas sobre o tema, conversamos com Heloisa Olivan, bioquímica e cosmetologista do Instituto Olivan, mãe de Matheus e Helena.

Por que a gravidez pode causar acne?

Com as mudanças da gravidez, todos os sistemas do organismo são afetados de alguma maneira, inclusive a pele. Segundo a especialista, isso ocorre por causa do turbilhão hormonal. “Grandes elevações de estrogênio, progesterona, beta-HCG, prolactina e uma variedade de hormônios e mediadores alteram completamente as funções do organismo. Essas modificações podem acarretar em disfunções estéticas, como o melasma gravídico, estrias, alterações anexais (pelos, unhas e cabelos) e de glândulas sudoríparas e sebáceas”, explica.

A acne aparece na gravidez pelas alterações hormonais (Foto: Shutterstock)

Além disso, as mudanças na secreção sebácea também favorecem para o aparecimento da acne na gravidez. “De forma geral, a acne se origina devido ao acúmulo do óleo produzido pelas glândulas sebáceas, que em vez de ser eliminado pelos poros, acaba obstruindo o folículo. Em companhia de micro-organismos como o Propionibacterium acnes (P. acnes), ocorrem um processo inflamatório local, que pode gerar marcas e cicatrizes, além de problemas psicológicos relacionados com a autoestima“.

É possível tratar a acne ainda na gravidez?

Sim! Existem diversos ativos dermatológicos seguros para grávidas, que favorecem bons resultados no equilíbrio da pele. Mas, vale lembrar que é superimportante consultar o médico obstetra antes do tratamento. “Muitas vezes a gestante não reconhece o risco que se expõe ao usar um ou mais cosméticos para tratar ou prevenir alguma disfunção estética, utilizando produtos comuns e não específicos para grávidas”, comenta. “Há uma série de ingredientes não recomendados na gestação, seja pelo risco de alterar o processo de formação do bebê ou até mesmo causar um aborto. Para manter a acne longe, é imprescindível que a rotina de cuidados faciais seja constante e rigorosamente seguida”.

Heloisa reforça ainda que nada de preguiça na hora do skincare! “Sabonetes, loções e cremes de uso diário fazem muito pela cútis e trazem resultados rápidos e eficientes. Princípios ativos anti-inflamatórios, estimulantes da renovação celular e que normalizem a atividade da glândula sebácea são as grandes estrelas dos tratamentos. O zinco, por exemplo, é uma opção segura para as pacientes grávidas com pele acnéica. Diversos estudos em animais e em seres humanos, incluindo mulheres grávidas, foram realizados, demonstrando a segurança desse ativo. Ele possui propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias e anti-seborréicas, podendo ser eficaz contra a acne inflamatória leve a moderada, quando usado sozinho ou em combinação com outros agentes antiacne”.

Locais mais comuns de aparecimento da acne na gravidez:

  • Rosto (na linha da mandíbula, lateral da boca e próximo à raiz dos cabelos)
  • Pescoço
  • Colo
  • Ombro
  • Glúteos

Acne pode ser um sintoma de gravidez?

Não necessariamente. Nem toda grávida tem acne e o problema costuma acontecer por volta da 10ª semana de gestação. “Não diria que a acne caracteriza um sintoma de gravidez. Pode ocorrer sim, por conta das alterações hormonais, mas existem outros sintomas muito mais peculiares à gestação do que a acne propriamente dita, como o atraso menstrual, dor nas mamas, fadiga e sono, enjoos e intolerância a alguns cheiros”.

É possível prevenir o aparecimento da acne na gravidez?

O primeiro passo é controlar o estresse e a ansiedade, além de manter uma alimentação balanceada, tomar bastante água, ter uma boa noite de sono, caprichar na rotina de cuidados com a pele e não esquecer do protetor solar! “Essas são as melhores estratégias para manter, não somente a acne longe da pele da grávida, como evitar o ganho de peso excessivo, o aparecimento de estrias, melasma e outras disfunções”.

Tratamentos caseiros para acne na gravidez

Tônico Adstringente de Chá Verde:  “Devido aos flavonoides presentes no chá verde, ele atua como um potente antioxidante e anti-inflamatório, aliviando o incômodo causado pela acne. Garante uma pele hidratada e luminosa, além de equilibrar a oleosidade e reduzir o tamanho dos poros. Os flavonoides atuam em várias camadas da pele, reduzindo os efeitos negativos da exposição aos raios UV, como as manchas ou inflamações, e melhoram os níveis de elasticidade, uma vez que promovem a microcirculação. Prepare a infusão com 100 gramas de folha de chá verde em meio litro de água. Após o resfriamento, peneire e passe no rosto com algodão. Essa preparação pode ser armazenada em geladeira para refrescar a pele nos dias mais quentes.

Compressa Cicatrizante: “A camomila é conhecida por suas flores brancas e delicadas, que lembram pequenas margaridas. É rica em flavonoides e cumarina, estimulando assim a cicatrização da pele. O chá de camomila tem propriedades anti-inflamatórias e calmantes, e por isso alivia os incômodos causados por eczemas, acne, ressecamento e alergias. Mergulhe um disco de algodão na infusão previamente preparada e coloque sob a espinha. Deixe agir por 3 a 5 minutos, duas vezes ao dia”

Como cuidar da pele na gravidez

Apesar de na gravidez a pele ficar mais sensibilizada, os cuidados devem ser os mesmos em qualquer fase da vida. Veja abaixo o passo a passo para adquirir o hábito e mudar a rotina de skincare:

  • Lavar o rosto
  • Tonificar
  • Hidratar
  • Proteger

“A grávida deve seguir essa mesma rotina, mantendo a frequência de uso dos produtos. No entanto, mais importante do que ‘como cuidar’ da pele na gestação, é ‘o que’ será utilizado no skincare. Produtos específicos para essa fase tão especial da vida são os mais indicados. Mesmo assim, é muito importante comunicar o médico que acompanha a gestante para assegurar que tudo seja feito com cuidado e segurança para a mamãe e o bebê”, explica Heloisa.

Após a gravidez, a tendência é que a acne diminua e a pele volte ao normal (Foto: iStock)

Skincare na gravidez

  • Lave o rosto com água fria ou morna duas vezes ao dia. Os sabonetes com extratos vegetais são excelentes para limpar a pele e remover as sujidades, sem ressecar;
  • Aplique uma loção tônica sempre após lavar e secar o rosto;
  • Passe um hidratante específico para peles com tendência a acne;
  • Use um filtro solar em gel ou loção oil free, com FPS 30 ou mais, anti UVA, UVB e luz visível (blue light). O filtro solar é essencial principalmente durante o tratamento da acne, já que a pele costuma ficar mais sensível e vulnerável a manchas;
  • Esfolie a pele do rosto e pescoço de uma a duas vezes por semana, a fim de estimular a renovação celular e a remoção das células mortas;
  • Use maquiagem apropriada para peles oleosas e acnéicas e sempre demaquile antes de lavar o rosto com sabonete.

“Vale lembrar que a alimentação influencia muito. Evite alimentos gordurosos e açucarados demais. Além do ganho de peso, eles comprometem muito a saúde da pele e favorecem o aparecimento da acne. E mantenha a calma! Após a gravidez, com a volta dos níveis hormonais, o estímulo às glândulas sebáceas se normaliza e a acne e a oleosidade melhoram”, garante a especialista.