Especiais

Após descobrir complicação na gravidez, Nora de Martinho da Vila dá à luz e posta fotos do parto

A família chegou a ser orientada a interromper a gestação

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

A doença foi descoberta na 25ª semana de gestação (Foto: Arquivo Pessoal)

A doença foi descoberta na 25ª semana de gestação (Foto: Arquivo Pessoal)

Martinho da Vila é avô novamente! Na manhã deste domingo (23), às 9h22, A jornalista Déborah Sathler, nora do cantor, deu à luz Madalena — sua primeira filha com Tunico da Vila, filho do cantor.

“Madalena meu bem- querer chegou quando bem quis, empoderada, no dia 23 de dezembro às 9:22 da manhã depois de romper a bolsa às 3 da manhã. Assim como na sua concepção o sinal foi o cheiro doce invadindo o quarto. Aos 8 meses Mada chegou em 2018, no ano do Orixá da Vida”, comemorou Tunico.

“Mada rompeu a bolsa ontem à noite, a menina das águas ditou o dia e a hora, 23 de dezembro de 2018 às 9:20 da manhã essa capricorniana arretada! Entramos casal sairemos daqui uma grande família cheia de afeto e diversidade. Nossos pés no chão, toda força e reza pra ela”, escreveu Déborah.

Tunico já tem três filhos de seu primeiro casamento: Lara, Leonardo e Luah, todos com mais de 20 anos. Déborah também já é mãe do adolescente Higor.

Condição rara

A bebê nasceu de 8 meses e já tinha sido diagnosticada, ainda no útero, com a Síndrome de Hipoplasia do Coração Esquerdo, um problema de saúde muito sério localizado no lado esquerdo do órgão, causada por uma malformação congênita. A doença foi descoberta na 25ª semana de gestação, quando a mãe fez  uma ultrassonografia morfológica. “Nunca tinha ouvido falar nisso. A médica detectou uma alteração no coração e falou: ‘vocês vão ter que fazer um ecocardiograma fetal’. No eco confirmou-se a síndrome e o especialista falou que teríamos que nos dirigir ao Rio ou a São Paulo, que são os dois centros com equipe para fazer a cirurgia que ela precisaria fazer quando nascesse”, ela contou.

O problema de Madalena é tão grave que ela e Tunico foram orientados a interromper a gravidez. “Um dos médicos que consultamos chegou a falar: ‘vocês sabem que vocês têm direito de fazer isso?'”. Apesar disso, Déborah e o marido seguiram em frente. “Jamais interromperia minha gravidez porque ela é uma criança especial. Não existe garantia de que vai vir um filho perfeito”, ela contou.  Além de Madalena, Higor também é um filho especial. “Meu filho nasceu prematuro e tem epilepsia e dificuldade de cognição. De forma nenhuma vou pensar que fui punida por Deus”.

Leia também

Síndrome do X frágil: uma doença comum e pouco conhecida

Atriz de Grey’s Anatomy fala sobre as alegrias de ter uma filha com Síndrome de Down

Mãe britânica desabafa sobre como é ter síndrome do pânico após o nascimento do bebê