Casal de enfermeiras espera quadrigêmeos após adiar gestação pela pandemia

As duas fizeram questão de planejar todos os detalhes, mas não esperavam ter a gravidez adiada, muito menos ter mais de um bebê

Resumo da Notícia

  • Casal de enfermeiras que precisaram adiar gravidez pela pandemia estão à espera de quadrigêmeos
  • Elas fizeram questão de planejar todos os detalhes
  • A pandemia, no entanto, atrasou os planos
  • Agora, estão tomando todos os cuidados para garantir que tudo ocorra bem e que os 4 nasçam saudáveis

Nicolle Zabatiero e Mariana Battistini, de 32 e 35 anos, se planejaram durante 4 anos para conseguirem engravidar. Elas fizeram questão de garantir todas as etapas para a chegada do bebê: guardaram dinheiro, avisaram os familiares, estudaram todas as possibilidades e fizeram questão de pensar em cada detalhe. Todo o planejamento, no entanto, foi embora com a chegada da pandemia.

-Publicidade-

As duas são enfermeiras e se conheceram durante a faculdade. Estão juntas há 11 anos e acreditavam que 2020 seria o ano certo para aumentar a família. Com a vinda da pandemia, porém, os planos precisaram mudar. Nicolle trabalhou na linha de frente, em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de pacientes de covid-19 em um hospital público de São Paulo. Mariana trabalha na área administrativa de um hospital. Em setembro, as duas se contaminaram com a doença e, como apontado pelo G1, Nicolle até hoje não recuperou o olfato.

Em novembro do ano passado, com os casos diminuindo no Brasil e a esperança pela vacina chegando, as duas definiram que era o momento de voltar aos planos. Elas tentaram uma inseminação artificial em dezembro, que acabou não dando certo. A segunda tentativa da Fertilização In Vitro (FIV) veio em janeiro. Elas deixaram o consultório com a previsão de voltar após 14 dias para fazer um exame de sangue. A ansiedade, no entanto, falou mais alto, e elas decidiram fazer um teste de farmácia, que logo deu positivo.

Casal de enfermeiras que precisaram adiar gravidez pela pandemia estão à espera de quadrigêmeos (Foto: reprodução G1)

Depois disso, as duas descobriram mais uma surpresa: elas não estavam à espera de um, mas sim de 4 bebês! Durante um ultrassom, a família descobriu que estava esperando por duas meninas e dois meninos. “Foi um grande choque, a gente saiu de lá sem ar”, disse Mariana, ao G1. “A primeira coisa que a gente pensou foi, o que que a gente fez de errado?”, brincou Nicolle.

“E aí o médico disse que na verdade foi tudo muito certo. Uma ovulação muito certa, inseminação no dia certo, foi tudo muito certo. Eu falei, ‘mas deu certo demais”, completou Nicolle. O casal, que tinha cuidado de todos os preparativos para receber um bebê em 2020, acabou à espera de 4, em 2021. Marina vai ser acompanhada, por se tratar de uma gravidez de risco e já passou por um procedimento de cerclagem uterina. Ainda assim, por se tratar de quadrigêmeos, é esperado que os bebês nasçam prematuramente. Em breve, as duas realizarão o sonho de serem mães.

11º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Sua Realidade

Está chegando! O 11º Seminário Internacional Pais&Filhos vai acontecer no dia 1 de junho, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar dos sorteios e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!