Cláudia Raia sobre congelamento de óvulos aos 50: “Filho na idade que a gente quiser!”

A atriz mandou a real sobre os planos de aumentar a família ao lado do companheiro, Jarbas. Cláudia já é mãe de Enzo, de 24 anos, e Sophia, de 18

Resumo da Notícia

  • Em entrevista, Cláudia Raia mandou a real sobre ser mãe aos 50
  • A atriz está em um relacionamento com Jarbas desde 2018
  • Além disso, ela contou que possui óvulos congelados e que ainda planeja aumentar a família
  • Cláudia já é mãe de Enzo, de 24 anos, e de Sophia, de 18

Cláudia Raia mandou a real sobre ser mãe aos 50 em entrevista para o GShow. A atriz, que está em um relacionamento com o também ator Jarbas, contou que ainda quer aumentar a família com o companheiro. Por isso, possui óvulos congelados, mas ainda não tem uma data definida para a chegada de um bebê.

-Publicidade-

“Filho na idade que a gente quiser!”, declarou, “É algo que conversamos sobre. Eu congelei meus óvulos, justamente porque tenho essa vontade de ser mãe novamente. Mas ainda são planos. Não temos nenhuma data, nenhum prazo fechado”, contou, sobre os diálogos com o marido. Jarbas, aliás, é super a favor da iniciativa da esposa.

Claudia Raia já é mãe de Enzo e Sophia (Foto: Reprodução/Instagram @claudiaraia)

“Temos hoje a medicina como nossa aliada. Claudia congelou os óvulos justamente porque já conversávamos sobre isso”, afirmou. “É uma grande vontade que temos. Ainda não tem data nem prazo, mas sonhamos com isso. Acho que não existe um prazo de validade”, declarou ainda.

O casal, que está junto desde 2018, passou por altos e baixos até a enfim união. “Era muito complicado, eu tinha me separado há um ano mais ou menos, era pouco tempo, tem filhos no meio”, desabafou Cláudia. “O pacote era muito pesado, porque ele não ia namorar uma mulher apenas. Ele ia namorar a Claudia Raia com todo entorno. Então, ele fez de tudo para fugir”, ainda brinca.

Jarbas conta que a pressão de namorar a companheira o afastou do seu mais desejo, “A gente estava realmente muito apaixonado um pelo outro, mas eu olhava assim e via que o pacote era grande. Ela tinha saído de um casamento que era muito sólido, muito amado por todo mundo, público, uma carreira gigante. Na época, eu fazia o espetáculo dela, então, era minha chefe. Tinha dois filhos… Eram muitos assuntos para lidar”, contou. Contudo, ainda celebra, “Mas as coisas foram se ajeitando com o tempo!”.

Filho aos 50: pode!?

Todas as mulheres que ainda apresentem óvulos e não tenham entrado na menopausa podem congelar os óvulos, mas dependendo da idade, a qualidade pode ser afetada. Sobre a procura pelo tratamento, a médica especialista em reprodução humana, Dra. Carla Iaconelli explica que “o perfil dessas mulheres costuma ser entre 30 e 40 anos, que pretendem construir uma família, uma parte delas solteira que não encontrou o parceiro ou parceira ideal para construir essa família, ou não está no momento da vida e pretende ter filhos após os 35 anos”.

Teoricamente, não existe uma idade limite para congelar óvulos, mas Dr. Matheus Roque – responsável pelo tratamento de congelamento realizado por Thelma Assis – explica que é possível dar mais chances ao tratamento para engravidar. “Quanto menor a idade da mulher no congelamento, maior a qualidade do óvulo congelado e maiores as chances de gravidez caso estes óvulos precisem ser utilizados no futuro”.

O método é indicado para mulheres que querem ter filhos acima dos 35 anos (Foto: iStock)

Com os avanços da técnica, os riscos durante a estimulação ovariana e coleta dos óvulos são mínimos. Além disso, Matheus Roque ainda reforça que até o momento, não existem evidências científicas de que haja alguma consequência para a criança que tenha sido concebida através de óvulos congelados.