Covid-19: Estudo publicado pela UFMG confirma o nascimento de 68 bebês com anticorpos

Pesquisas realizadas em Uberlândia comprovaram que filhos de grávidas infectadas com o vírus Sars-Cov-2 conseguiram desenvolver anticorpos contra o coronavírus

Resumo da Notícia

  • Estudos realizados pela UFMG em Uberlândia comprovaram o nascimento de 68 bebês com anticorpos contra a covid-19
  • As pesquisa ainda mostram que a contaminação dos bebês com o Sars-Cov-2 foi feita através da placenta de mães que se imunizaram com o vírus ainda na gestação
  • Das 506 grávidas testadas, 68 obtiveram sucesso na imunização de seus bebês - e ainda contarão com um acompanhamento de dois anos para avaliar o desenvolvimento neurológico dessas crianças

Viva! Um estudo feito pela UFMG em Uberlândia testou 506 grávidas e, dentre elas, que 68 tiveram filhos nascidos com anticorpos contra a covid-19. A pesquisa indica que a contaminação da criança pelo vírus Sars-Cov-2 foi por via placentária – isto é, as mães geraram esses mesmos anticorpos durante a gestação.

-Publicidade-

De acordo com os pesquisadores, os próximos passos para a avaliação do quadro infeccioso consiste em acompanhar o crescimento e desenvolvimento dessas crianças pelos próximos 2 anos, a fim de que se avalie possíveis complicações neurológicas advindas desses anticorpos. A pesquisadora. Vale ainda ressaltar que a mães que participaram destes testes não foram imunizadas com a vacina da covid-19 – mas sim desenvolveram a imunidade através do próprio organismo.

Vale ressaltar que as grávidas da pesquisa desenvolveram anticorpos a partir do próprio organismo, e não por causa da vacina (Foto: iStock)

A comprovação dos resultados do teste foi realizada por meio de testes de sangue, do pezinho e da gotinha. Além disso, a escolha dos municípios submetidos a essa testagem levou em conta a ocorrência da covid-19 na região, o nascimento de bebês por mês e a presença da rede de uma rede de apoio capaz de auxiliar quaisquer problemas  futuros.

A coordenadora da Faculdade de Medicina e responsável pela pesquisa Cláudia Lindgren garante, em entrevista ao Correio Braziliense, que a pesquisa se difere de outras realizadas anteriormente por avaliar não só mães que apresentaram sintomas da covid-19:

Outros estudos já mostraram a presença de anticorpos no bebê, mas a maioria deles investigou a transferência de anticorpos após as manifestações da covid-19 na mãe. Nesta pesquisa, estamos testando todas as mães e bebês, independentemente de elas terem apresentado qualquer sintoma da doença durante a gravidez, porque sabemos que cerca de 80% das infecções são assintomáticas”, declarou a especialista.

11º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Sua Realidade

Está chegando! O 11º Seminário Internacional Pais&Filhos vai acontecer no dia 1 de junho, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar dos sorteios e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!