Gravidez

Está inchada com a gravidez? Fique tranquila: te ajudamos a prevenir

Sensação é mais frequente após a segunda metade de gestação

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

foot-swelling-during-pregnancy-picture-id823330988

Foto: iStock

Você irá reparar que algumas partes do seu corpo, como tornozelos, pés, pernas, mãos e rosto podem inchar durante a gravidez. De fato, 75% das mulheres têm edemas em um ponto ou outro. Isso geralmente acontece quando se fica muito tempo na mesma posição. “O mais comum é o aparecimento de inchaços mais leves a partir da segunda metade da gravidez”, explica o dr. Alberto Guimarães, obstetra e pai de Beatriz e João Victor.

Explicação

A água representa 60% do nosso corpo. Ela está nas nossas células, sangue, pele, órgãos e músculos. Seu organismo filtra mais de 20 litros de água por dia e então a reabsorve em específicas áreas do seu corpo.

Durante a gravidez, o corpo humano produz aproximadamente 50% a mais de sangue e fluidos corporais para suprir as necessidades do bebê conforme ele vai se desenvolvendo. A frequência cardíaca também aumenta de 10 a 15%. A retenção extra de líquidos é necessária para suavizar o corpo, permitindo que ele se expanda conforme o bebê cresce. Esses fluidos extras também ajudam a preparar as articulações e tecidos pélvicos a serem abertos quando chegar o momento do parto.

Os fluidos extras são responsáveis por aproximadamente 25% do aumento de peso durante a gravidez.

Além disso, seu útero faz pressão nas suas veias, o que prejudica o retorno do sangue para o coração.  Por sua vez, isso leva ao inchaço das pernas, tornozelos e pés e pode causar varizes. “É como se o útero fosse uma pedra gigante que dificultasse a subida do sangue, o que causa o acumulo desse nos membros inferiores”. Boa postura e posicionamento (usando alguns travesseiros nas costas quando você for dormir, por exemplo) pode ajudar a prevenir a compressão das veias. Além disso, “estimular a região com drenagem linfática e elevar os membros inferiores após refeições” também são opções que ajudam a aliviar o inchaço.

Se você está grávida e começou a ficar inchada, não se desespere. “O inchaço não é sinônimo de doença e é algo transitório, vai passar”, continua o dr. Alberto. Então esfrie a cabeça e aproveite a sua gestação – após o nascimento do seu filho, você vai desinchar e tudo volta ao normal.

O que fazer para prevenir inchaços

  • Diminua a quantidade de cafeína ingerida pois isso pode levar à desidratação
  • Diminua a quantidade de sódio e açúcar ingerida
  • Descanse o seu pé para cima
  • Use sapatos confortáveis e evite saltos se possível
  • Evite roupas apertadas nos tornozelos ou pulsos
  • Faça exercícios para ativar a circulação sanguínea
  • Beba muita água, o que ajuda a combater a retenção de líquidos e eliminar toxinas
  • Evite ficar em pé por muito tempo
  • Durma de lado (preferencialmente do lado esquerdo) para ajudar com o funcionamento do rim

Outras alternativas

Métodos alternativas podem ajudar a prevenir o inchaço. Massagens podem ajudar com a circulação sanguínea e linfática. Tenha certeza de que você fará os procedimentos com profissionais treinados.

Apesar de edema ser comum, é recomendado visitar um médico caso os inchaços permaneçam e estejam acompanhados de pressão sanguínea alta, fortes dores de cabeça e problemas de visão.

Leia também

Gravidez: como acabar com os inchaços nos pés em 3, 2, 1…

Do tamanho do mundo: saiba como evitar o inchaço na gravidez

Está grávida? Selecionamos algumas dicas para ajudar a lidar com desconfortos

 

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não