Gravidez

Estudo comprova que a voz da mulher muda após o nascimento do primeiro filho

Algumas cantoras, como Adele, relatam alteração vocal durante a gravidez; vem entender

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: Reprodução / Instagram @adele)

(Foto: Reprodução / Instagram @adele)

Se você é uma mãe de primeira viagem e sua voz aparentemente mudou bastante, acredite: isso não é coisa da sua cabeça e você não está sozinha. Um estudo recente da Universidade de Sussex, em Brighton, no Reino Unido, descobriu que o tom de voz das mulheres diminui após o nascimento do primeiro bebê.

A pesquisa oferece a primeira confirmação científica para, principalmente, cantoras e profissionais de voz – que vêm dizendo desde a década de 1970 que o parto afetou suas vozes – disse a principal autora do estudo, Kasia Pisanski, doutorada, ao Washington Post.

Durante um show de 2017, por exemplo, a cantora Adele pediu à platéia para ajudá-la quando ela fosse tentar alcançar as notas baixas de sua música-tema de 2012 de James Bond, “Skyfall”. “Quando eu escrevi essa música, eu estava grávida e minha voz ficou muito mais grave”, disse Adele na época.

O “vocalismo masculino” – quando a voz de uma mulher se torna mais grave e mais monótona – é bastante comum após o parto, descobriram os pesquisadores. Eles analisaram mais de 600 gravações de voz de mulheres aos olhos do público, incluindo atores, jornalistas de rádio e cantores, divididos em dois grupos: 20 mães e 20 mulheres que nunca