Estudo prova que enjoos durante a gravidez fazem bem para a saúde

A pesquisa foi feita pela JAMA Internal Medicine

(Foto: Shutterstock)

Qualquer mulher que já tenha passado por uma gestação sabe o que é lidar com o enjoo. Porém, um estudo confirmou que existem alguns benefícios surpreendentes que vêm junto com esses efeitos colaterais. A ideia de que o enjoo possa indicar uma gravidez saudável não é novidade e, para esse estudo, os pesquisadores observaram cerca de 800 mulheres grávidas.

-Publicidade-

De acordo com as descobertas, publicadas na JAMA Internal Medicine, as mulheres que tiveram enjoo na 8ª semana de gestação tiveram 75% menos chances de sofrerem abortos. A epidemiologista Stefanie Hinkle disse à Science Alert: “Nosso estudo avalia os sintomas desde as primeiras semanas de gravidez, imediatamente após a concepção e confirmamos que existe uma relação entre os enjoos e um menor risco de perda do bebê”.

É importante lembrar que esses estudos medem estatísticas, não causas e efeitos. Claro, você deve ter em mente que, embora o enjoo possa ser um bom sinal durante a gravidez, a falta dele não significa de que tem alguma coisa de errado com a sua gestação. “Nem todas as gravidezes são iguais e cada mulher é diferente”, conclui Stefanie.

-Publicidade-

Leia também:

6 sintomas estranhos da gravidez que você não conhecia

Marília Mendonça reclama de problema na gravidez e prova que não perde a piada

Estudo defende que esperma pode prevenir pré-eclâmpsia e enjoos matinais durante a gravidez

-Publicidade-