Gravidez

Ex-tenista desabafa sobre carreira e maternidade: “Temi que minha carreira acabasse após a gravidez”

Tenista revoluciona nas regras do esporte para as mães

Giulia Tartarotti

Giulia Tartarotti ,filha de Magda

(Foto: reprodução / Instagram / @vichka35)

Victoria Azarenka, ex-tenista número um do mundo, temeu que sua gravidez em 2016 acabasse com a sua carreira, mas voltou ao esporte mais forte depois do nascimento do filho.

A tenista contou à rede BBC que estava muito assustada no começo e que não foi fácil. “Eu sabia que voltaria, mas meu primeiro pensamento foi ‘ai meu Deus, nunca mais voltarei a jogar tênis’. Mas depois foi questão de saber que voltaria, e quando voltaria. Senti que foi uma bênção, mas ainda queria ter meus próprios sonhos e minha carreira”, conta.

Victoria Azarenka e seu filho (Foto: reprodução / Instagram / @vichka35)

E ao contrário do que temia, ela revelou que se sentiu muito melhor depois da gravidez, como se o seu corpo finalmente tivesse amadurecido como o de uma mulher.

Ela e Serena Williams, que foi mãe em 2017, construíram um grupo de jogadoras que fizeram com que as atletas que tirassem licença-maternidade tivessem seus rankings preservados para não sofrerem tanto na volta. Com isso, a WTA mudou suas regras antes da temporada de 2019, garantindo o direito das mães tenistas de continuarem no esporte e terem seus filhos sem arriscar suas carreiras.

Leia também:

Em busca do esporte perfeito

Esporte não tem gênero: é a criança que decide o que ela quer

Veja 28 dicas de cuidados durante a gravidez