Tubérculos de Montgomery: o que são, quais cuidados ter e a importância das glândulas na amamentação

Você sabia que elas têm uma função superespecial no pós-parto? Os Tubérculos de Montgomery, também conhecidos como Glândulas de Montgomery, trazem benefícios para a amamentação, além de prepararem os seios para o momento entre mãe e filho

Resumo da Notícia

  • Os Tubérculos de Montgomery também são conhecidos como Glândulas de Montgomery
  • Eles podem trazer diversos benefícios na amamentação, justamente por prepararem os seios para esse momento tão importante entre a mãe e o bebê
  • O aspecto dos Tubérculos de Montgomery são parecidos com bolinhas ao redor das aréolas

Durante a gravidez, o corpo da mulher passa por diversas transformações, principalmente nos seios. Você já notou o aparecimento de pequenas bolinhas ao redor da aréola? Também conhecidas como Tubérculos ou Glândulas de Montgomery, elas podem trazer diversos benefícios para a amamentação. Em cada uma das aréolas, é possível notar entre 10 e 20 glândulas!

-Publicidade-
As Glândulas ou Tubérculos de Montgomery têm um papel superimportante na amamentação, pois lubrificam os seios (Foto: Shutterstock)

Em uma conversa com Cinthia Calsinski, mãe de Matheus, Bianca e Carolina, enfermeira obstetra, consultora de amamentação e colunista da Pais&Filhos, tiramos as principais dúvidas sobre os Tubérculos de Montgomery, que são tão importantes e precisam ser cuidados desde antes do nascimento do bebê.

Glândulas de Morgagni x Montgomery

Antes da gravidez, as glândulas ou tubérculos levam o nome de Morgagni, sendo assim pequenos nódulos inofensivos que ficam ao redor das aréolas. Já durante a gestação, elas passam a se chamar glândulas de Montgomery. “São responsáveis pela lubrificação do complexo areolo-mamilar, preparando os seios para a amamentação“, explica Cinthia.

-Publicidade-

Alguns especialistas explicam ainda que as glândulas de Montgomery podem liberar uma espécie de odor durante a amamentação, guiando assim o bebê até a mama. Dessa maneira, o estímulo olfativo também permite a criação e fortalecimento entre os vínculos de mãe e filho.

Para que as glândulas de Montgomery servem?

Como uma forma de lubrificar os seios, os Tubérculos de Montgomery produzem uma espécie de sebo, que forma uma camada protetora nas aréolas. Dessa maneira, pode impedir o contato com bactérias, além de impedir a desidratação que causa fissuras no mamilo.

O aspecto dos Tubérculos de Montgomery são pequenas bolinhas ao redor das aréolas (Foto: iStock)

Os cuidados com os seios começam antes do nascimento do bebê

De acordo com a especialista, é importante cuidar, mas sem exageros. “Não é indicado passar sabão, hidratante, pomadas, nada na região, pois eles interferem na hidratação natural da região. Durante a amamentação os cuidados são os mesmos”.

Como posso identificar as glândulas?

Nem todas as mulheres conseguem notar o aparecimento dos pequenos nódulos, já outras, segundo a consultora de amamentação, podem descobrir a gravidez por causa deles. Apesar de antes da gestação ser possível notar o aparecimento dos Tubérculos de Montgomery, é aconselhado investigar para identificar se existe um sinal de desregulação hormonal.

Por que você não deve mexer nos Tubérculos de Montgomery?

Apesar de se parecerem com bolinhas ou espinhas, é superimportante não mexer ou cutucar a região, pois pode ser uma porta de entrada para bactérias. Se isso já aconteceu com você, é bastante comum notar a presença de uma espécie de secreção ao apertar a área, pois é liberado o sebo que lubrifica os seios.

Mas, calma! Geralmente a área consegue se regenerar e cicatrizar por si própria. No caso de qualquer outro sintoma de inflamação ou infecção, não hesite em procurar por ajuda médica para investigar a região e também descartar a possibilidade de um câncer de mama.

Quando os Tubérculos de Montgomery aparecem?

Isso pode depender de mulher para mulher, mas, no geral, as mudanças nos seios podem ser notadas logo no início da gestação, inclusive o aparecimento das glândulas ou tubérculos. Geralmente, a gravidez pode ser descoberta a partir deles, junto também de uma maior sensibilidade dos seios.

Por que nasce pelo na aréola?

Calma, ter pelos na aréola é bastante comum e não indicam nenhum problema de saúde. Como recomendação, por ser uma região bastante sensível, a depilação com cera não é recomendada, pois pode machucar e causar algum tipo de fissura. Caso os pelos incomodem, retire-os com o auxílio de uma pinça, lâmina ou depilação a laser feito sempre com especialistas.

Para saber ainda mais sobre o assunto, assista ao vídeo abaixo:

-Publicidade-