Gravidez

Grávida desabafa sobre pessoas colocarem toda hora a mão na barriga dela: “Eu nunca entendi”

Uma nova lei da Pensilvânia tornou crime as pessoas encostarem na barriga de uma gestante sem permissão

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

Gravidez é uma época em que todo mundo vai achar normal colocar a mão na sua barriga (Foto: iStock)

Ah, gravidez. Um momento maravilhoso, de ansiedade. Uma época em que pessoas estranhas e assustadoras acham que é totalmente aceitável colocar as mãos na sua barriga. Só que não, né? Melanie Abrahams, uma parceira da Parents, desabafou sobre o assunto. Vem ver:

“Eu nunca entendi porque parece que no momento em que uma mulher fica visivelmente grávida, seu corpo deixa de ser seu. De repente, é propriedade pública e todo mundo, desde o caixa do supermercado até o diretor da escola local, não só dá uma opinião sobre o que você está comendo, quanto está descansando e como o bebê deve nascer, mas eles também sentem que têm o direito de colocar a mão na sua barriga.

Se você já sonhou em se afastar dessas pessoas e simplesmente gritar: ‘Tire as mãos de mim!’, ficará entusiasmada ao saber da nova legislação da Pensilvânia. O estado tornou crime o fato de tocar na barriga de uma mulher grávida sem sua permissão. Sim, é verdade e finalmente, né?

Algumas pessoas estão defendendo as pessoas que tocam na barrilha alheia dizendo que isso não causa nenhum dano e que é apenas uma forma de demonstrar a empolgação pelo fato de um novo bebê estar chegando aí. Mas desde quando isso é uma desculpa para acontecer esses toques indesejados? Pois é.

Eu não acho que essa lei será tão fácil de impor, mas eu espero que seja mais uma espécie de campanha de conscientização pública – derrubando algum senso comum em algumas pessoas sem noção”.

Leia também:

Tatá Werneck comenta na foto de Thaís Fersoza grávida e desabafa: “Criticam o tamanho da minha barriga”

Claudia Leitte desabafa sobre mal-estar no 4º mês de gravidez: “Estava urrando de dor”

Noiva descobre gravidez de madrinha e desabafa: “Estou autorizada a ficar brava ou eu sou egoísta?”