Grávida mente para marido que está perdendo bebê por motivo inacreditável e gera polêmica

O homem em questão desabafou sobre o ocorrido no Reddit – onde contou que quase perdeu o emprego por causa da mentira da esposa, e que acredita ter “perdido todo o amor por ela”

Resumo da Notícia

  • Uma mulher mentiu para o marido que estaria passando por uma perda gestacional
  • Diante da situação, o homem recorreu ao Reddit para desabafar e pedir conselhos sobre como lidar com ocorrido
  • O motivo inacreditável pelo qual a mulher inventou esta história gerou confusão na internet

Um homem usou o Reddit para contar que a esposa passou dos limites durante a gravidez e, por causa disso, acredita ter “perdido todo o amor por ela”. Isso porque, de acordo com ele, a mulher teria fingido estar passando por uma perda gestacional para que o marido saísse mais cedo do trabalho e a levasse ao shopping.

-Publicidade-

No início do relato, o autor conta que estava trabalhando quando recebeu uma ligação da esposa, na qual ela afirmava que estaria sentindo dores muito fortes e que estava com medo de perder o bebê. Diante da cena, o homem não pensou duas vezes em pedir para ser dispensado mais cedo do trabalho para levar a gestante para o hospital.

“Eu dirigi como um louco para chegar ao apartamento, corri escada acima e assim que abri a porta a encontrei sentada na cadeira vestida com uma roupa casual, maquiagem e mascando chiclete”, relembra. “Eu perguntei sobre sua dor, então ela disse que estava bem, mas que havia contado uma ‘pequena mentira’ para que eu pudesse tirar uma folga do trabalho e levá-la ao shopping para sair com suas amigas, já que essa era a ‘única maneira’ que eu lhe daria uma carona”.

A mulher queria uma carona
A mulher queria uma carona (Foto: Getty Images)

Ele ainda contou que a mulher está afastada da direção desde que soube da gestação – e que, desde então, tem o obrigado ser seu motorista particular. “Eu trabalho longas horas, em uma área muito estressante. Muitas vezes ela me pediu para deixar o trabalho para dirigir para ela. Já tive problemas no trabalho por causa disso, pois não parecia profissional da minha parte apenas deixar o trabalho para levá-la a lugares”.

E ainda completa: “Tenho um emprego, que quero manter para poder sustentar o bebê. Eu disse a ela que, a menos que seja uma emergência, não vou deixar o trabalho apenas para levá-la para passear. Ela ficou chateada e tentou me culpar por eu estar me tornando ‘ausente e egoísta como pai’ e me envergonhou por deixá-la recorrer ao transporte público ao invés de me preocupar com ela e com o bebê”.

Diante da situação, o homem desabafou: “Eu disse a ela que de agora em diante não a levarei a lugar nenhum no meu carro, não importa o que aconteça. Ela ligou para o pai dela e foi embora. No dia seguinte, o pai dela veio até minha casa e me chamou de maldoso por tratar a filha dele assim. Eu posso ter exagerado, mas não quero perder meu emprego”.

Os internautas opinaram sobre o ocorrido, e mandaram a real: “Se ela não quer usar o transporte público, ela pode pedir um carro de aplicativo. Por que ela não faz isso? Ela está preocupada com germes e outras coisas no ônibus, mas quer ir ao shopping durante a temporada super lotada de natal? As atitudes dela não fazem o menor sentido”, escreveu um, seguido ainda de, “Sério, termine com ela. Ela não te respeita e é cruel o suficiente para mentir sobre um aborto espontâneo para conseguir uma carona até o shopping. Será melhor para você e para a criança se vocês a criarem em casas separadas”.