Grávida pode dirigir?

Essa é uma das dúvidas mais comuns durante a gestação

Resumo da Notícia

  • Será que grávidas podem dirigir?
  • Essa dúvida é muito comum durante a gestação
  • Veja as principais recomendações
Grávida pode dirigir? (Foto: Getty Images)

É comum que muitas dúvidas apareçam quando a mulher está grávida. Uma delas é: é permitido dirigir durante a gravidez? De acordo com a Dra. Erica Mantelli, ginecologista e obstetra, diz que o ato de dirigir não causa prejuízo à gravidez. “Se não houver contraindicação e a gestação estiver transcorrendo normalmente, a mulher poderá dirigir sem problemas”, ela diz.

-Publicidade-

A Dra. Erica também diz que, para a gestante dirigir com segurança, é preciso tomar alguns cuidados, como o uso do cinto de segurança de três pontos. “A gestante não deve passar a alça inferior por cima do abdome, e sim na linha da cintura, para que o abdome não seja comprimido, no caso de uma frenagem brusca ou colisão”, ela diz. O ideal é que o abdome fique a, pelo menos, um palmo de distância do volante.

A ginecologista conclui dizendo que, caso a gestante sinta algum mal-estar, sentir o início das contrações ou até mesmo no caso da bolsa romper, o primeiro passo deve ser parar o carro em algum lugar seguro, ligar para o médico e pedir ajuda de alguém da família.

“Existem alguns conselhos gerais de direção para grávidas. Dependendo de possíveis limitações adicionais, a mulher deve sempre seguir as orientações aconselhadas pelo seu obstetra”, recomenda Edson Kayanuma, médico e supervisor de Saúde da Ford Brasil.

Em geral, permite-se dirigir até a entrada no oitavo mês de gestação, no entanto alguns cuidados são muito importantes. Confira abaixo:

  • Cinto de segurança: grávidas devem usar o cinto de segurança de três pontos mantendo a faixa inferior abaixo da barriga, o mais justo possível. A faixa diagonal não deve ficar sobre a barriga, debaixo do braço ou da axila. Ela deve cruzar o meio do ombro, passar rente os seios e lateralmente ao abdômen.
  • Mal estar: durante o primeiro trimestre da gravidez, período em que é mais comum a ocorrência de tonturas, náuseas, vômitos e sonolência, é aconselhável que a gestante não dirija caso apresente algum desses sintomas.
  • Respeite seu limite: como já falamos, não é recomendado que a mulher dirija a partir do oitavo mês de gravidez, já que a barriga pode ter crescido o suficiente para estar muito próxima ao volante. Mas em alguns casos, isso pode ocorrer até antes desse período havendo, em caso de colisão, um risco maior do descolamento da placenta ou de indução ao parto prematuro.
  • Contatos imediatos: é aconselhável deixar os telefones do obstetra e de familiares em um local de fácil acesso, dentro do carro. Em caso de qualquer mal-estar na direção, como contrações, por exemplo, a gestante deve parar o veículo em local seguro e pedir ajuda por telefone. Caso seja necessário ir a um hospital, estacione e pegue um táxi.