Mãe de três dá à luz na sala de casa sem saber que estava grávida

Ela e o marido já tinham duas filhas e não queriam mais. A mulher tomava anticoncepcionais frequentes e o marido chegou a cogitar a vasectomia. Apesar de inesperada, Cecília foi recebida com muito amor

Resumo da Notícia

  • Mãe de três dá à luz na sala de casa sem saber que estava grávida
  • Ela tomava anticoncepcionais e não pretendia engravidar novamente
  • O marido chegou a cogitar uma vasectomia
  • Sem saber que estava grávida, ela estava trabalhando na linha de frente contra o coronavírus

Michaella Mignone, 30, já tinha duas filhas e não tinha planos para mais. Depois de dar à luz Drika, de 11 anos, e Érika, 8 anos, a funcionária pública começou a tomar anticoncepcionais injetáveis há anos. Em março, ela e o marido, Diego Cordeiro, começaram a cogitar a possibilidade de ele passar por uma vasectomia. O que o casal não sabia era que Michaella já estava grávida de 7 meses na época.

-Publicidade-
Mãe de três dá à luz na sala de casa sem saber que estava grávida (Foto: reprodução / Getty Images)

A mãe descobriu que estava grávida da forma mais inesperada o possível: quando já estava dando à luz, na sala da casa onde mora. Durante os 9 meses de gestação, a mãe contou que não sentiu os sintomas clássicos da gravidez e nem notou a barriga aumentando. A única coisa de diferente que ela percebeu durante o período foi uma saliência no umbigo. Depois de uma consulta médica, no entanto, ela foi diagnosticada com uma hérnia. Ninguém cogitava a gestação.

Michaella contou em entrevista ao Universa que estava se preparando para realizar uma cirurgia pela suposta hernia, mas, devido a pandemia, os planos precisaram ser adiado. Com a vinda dos casos de covid-19 e sem nenhuma dor, ela começou a trabalhar na linha de frente do combate à doença, visitando postos de saúde para programar novos sistemas nos computadores. “Eu não atendia pacientes, mas estava todos os dias nas unidades de saúde. E você sempre acaba tendo contato com pessoas infectadas, é inevitável”, relembrou.

-Publicidade-

O dia anterior ao parto foi muito movimentado. Michaella lembra de ter ido ao sítio com os pais e ter passado por um final de semana agitado, cheio de afazeres domésticos. Já em casa, à noite, a mãe começou a sentir alguns desconfortos abdominais, que acreditava vir da hérnia e decidiu procurar uma unidade de saúde. “No hospital, fui avaliada por um médico. Ele tocou a minha barriga e disse que eu precisava de uma cirurgia de emergência e deveria fazer o procedimento naquela semana. Fui medicada com analgésico e retornei para casa”, contou.

Na manhã seguinte as dores pioraram e a funcionária pública pediu ao marido que a levasse até um hospital. Com as dores intensas, no entanto, ela não conseguiu chegar até o carro e precisou se sentar no sofá da sala. “Eu senti uma dor forte, me deitei no sofá e falei: ‘Diego, acho que estou parindo’. Ele ainda riu e disse que não era possível. Mas eu estava com a mesma sensação de quando minhas duas outras filhas nasceram”, disse.

Ela não sabia que estava grávida (Foto: reprodução Facebook)

Preocupado e sem saber o que fazer, Diego fez duas ligações: a primeira para um primo enfermeiro, pedindo ajuda. A segunda, para o resgate. Antes da chegada da ajuda médica, no entanto, Cecília veio ao mundo, no sofá de casa. “Foi tudo muito rápido, não demorou nem meia hora. Quando vimos que realmente eu estava em trabalho de parto e a bebê nasceu, pedi para o meu marido colocar ela de lado para não sufocar. E, nisso, ela chorou. A gente não sabia nem o sexo da criança, foi um susto enorme”.

Quando os médicos chegaram, a família foi encaminhada para o hospital, onde a bebê e a mãe passaram por uma série de testes. As duas estão bem e os amigos e familiares contribuíram para o enxoval de última hora.

-Publicidade-