Mãe que deu à luz em coma por Covid-19 conhece filha 23 dias após parto: “Meu milagre”

Blanca Rodriguez, de 32 anos, mora na Califórnia, Estados Unidos, e passou por uma cesárea de emergência três dias depois de testar positivo para o vírus

Resumo da Notícia

  • Uma mãe que deu à luz enquanto estava intubada na UTI com um quadro grave de Covid-19 pode finalmente conhecer a filha
  • Blanca Rodriguez passou por uma cesárea de emergência
  • A  mãe deu à luz três dias depois de testar positivo para o vírus

Uma mãe que deu à luz enquanto estava intubada na UTI com um quadro grave de Covid-19 pode finalmente conhecer a filha depois de passar 23 dias inconsciente. Blanca Rodriguez, de 32 anos, mora na Califórnia, Estados Unidos, e passou por uma cesárea de emergência três dias depois de testar positivo para o vírus. As informações são do Daily Mail. 

-Publicidade-
Jade nasceu prematura (Foto: Loma Linda University Medical Center)

A pequena Jade nasceu prematura, com apenas 29 semanas de gestação, e teve que ficar na UTI neonatal se recuperando e ganhando peso. Por mais que Blanca não soubesse do nascimento da filha, as duas ficaram próximas por todo esse tempo no mesmo hospital.

Parto na UTI

Mãe e filha finalmente se conheceram (Foto: Loma Linda University Medical Center)

Blanca Rodriguez foi internada com graves dificuldades respiratórias no dia 24 de julho no Loma Linda University Medical Center. As complicações da Covid-19 evoluíram para um quadro de líquido no pulmão – uma das principais causas de óbitos em gestantes. Assim, os médicos optaram por colocar a mulher imediatamente em coma induzido, já que essa parecia a melhor maneira de salvar a vida da bebê e da mãe.

-Publicidade-

Depois de três dias, o sistema imunológico de Blanca foi considerado extremamente fraco e o risco de vida era real. Antes de iniciar uma cesariana de emergência, a mãe ainda foi reanimada e teve a chance de se despedir do marido e do outro filho através de uma videochamada. Os médicos consideravam que a recuperação da americana seria “um milagre”.

Foi assim que Blanca deu à luz no dia 27 de julho sem nenhuma consciência, com ajuda de 20 profissionais. A bebê ficou em um ventilador na UTI enquanto a mãe seguiu em coma por mais 8 dias.

Mãe e filha finalmente se conheceram (Foto: Loma Linda University Medical Center)

Reencontro

Apesar de ter acordado no início de agosto, Blanca não teve autorização de ver a filha até que o teste de Covid-19 desse negativo. Assim, a mãe a bebê só puderam se tocar e ter o primeiro contato no dia 17 daquele mês. “Coronavírus não é uma brincadeira”, alertou a americana. “Ele quase me matou. Estou muito grata pelos médicos e pela vida da minha filha”, finalizou.

-Publicidade-