Mãe recusa orientação de médico sobre abortar o bebê: “Ele disse que era pro meu bem”

A influenciadora australiana Sarah Stevenson preferiu não divulgar as condições do bebê para manter a privacidade

Resumo da Notícia

  • Sarah Stevenson é uma influenciadora australiana
  • A mãe descobriu que o filho tem uma condição especial
  • O médico orientou Sarah a abortar o bebê pela saúde dos dois

A influenciadora australiana Sarah Stevenson contou em um vídeo do YouTube, que foi orientada por um médico a abortar o bebê devido a um problema de saúde do pequeno. Porém a mãe decidiu continuar com a gestação pois acreditava que o filho teria chances no futuro: “O médico nos revelou que nosso bebê tem um problema de saúde imprevisto, um problema que você não esperaria que seu bebê tivesse. Não tem nada a ver com Kurt ou eu, às vezes apenas acontece.”, contou Sarah.

-Publicidade-

Sarah é casada com o fotógrafo Kurt Tilse, e no vídeo ela contou que prefere não divulgar qual é o problema que o bebê está enfrentando para que não haja pré-julgamentos e nem rotulação. A mãe descobriu a condição do filho durante uma bateria de exame pré-natal. Sarah disse que estava tranquila pois na gestação do primeiro filho Fox, tudo ocorreu bem, porém desta vez ela descobriu que algo estava errado.

Trecho do vídeo em que os pais explicam a orientação do médico
Trecho do vídeo em que os pais explicam a orientação do médico (Reprodução/YouTube)

Após os resultados do exame Sarah foi conversar com o médico: “Estava me sentindo positiva, o que tivesse que acontecer seria o plano de Deus”, contou. Porém, o profissional deu uma orientação que a deixou surpresa e abalada: abortar o bebê. “Ele disse que para o meu próprio bem-estar e para o bem-estar do meu filho, eu deveria encerrar a gestação e tentar de novo.”.

Porém Sarah sentia que não era o certo a fazer, e pediu conselhos e ajuda para as pessoas ao redor. Ela queria um sinal de que tudo ia ficar bem, pois dentro dela ela sentia que precisava continuar com a gestação. Atualmente a mãe está com 19 semanas de gestação e está fazendo acompanhamento com pediatras, conselheiros e médicos especializados na condição de saúde do bebê. “Eu pesquisei e estudei muito sobre isso, e eu sei que com o suporte apropriado ele tem oportunidade de ter uma vida linda e feliz”, finalizou Sarah.