Gravidez

Mães que sofreram aborto espontâneo falam sobre a dor de perder um filho: “Toda mulher merece compaixão”

Por causa de uma hashtag, elas começaram a desabafar nas redes sociais

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

Aborto é um tema muito delicado de se abordar (Foto: Getty Images)

O aborto é um termo tão pesado, que causa uma reação imediada, sem permitir uma análise das várias situações que as mulheres se encontram.

Após falar pela primeira vez sobre seu próprio aborto, a atriz e apresentadora Busy Phillips deu início à hashtag #YouKnowMe (você me conhece, em português) para encorajar as mulheres a dar voz àquelas que passaram por um aborto.

“Fiz um aborto quando tinha 15 anos e estou dizendo isso porque estou com medo por muitas mulheres em meninas em todo o país”, ela disse no talkshow Busy Tonight. “Acho que todos nós precisamos conversar mais e compartilhar nossas histórias”.

Compartilhando histórias
Naturalmente, nenhuma mulher deveria ter que justificar o motivo ou explicar por que ela fez um aborto. Mas compartilhar histórias ajuda a normalizar o que 1 em cada 4 mulheres vai passar e enfatizar por que precisamos continuar a ter acesso a abortos seguros.

“As mulheres e os médicos estão em melhor posição para tomar decisões sobre o que é melhor para elas”, diz Busy em seu programa. “Toda mulher merece compaixão e cuidado, não julgamento e interferência quando se trata de seus próprios corpos“.

Decidir quando ter uma família
Falar sobre as experiências pode ajudar outras mulheres que enfrentam as mesmas decisões difíceis a perceberem que não estão sozinhas. “Eu tinha 19 anos, estava na faculdade, e sustentei meu pai alcoólatra e meu irmão mais novo com o salário de um emprego horrível”, conta uma mãe no Twitter. “Estava tomando pílula e fazendo tudo para me livrar da pobreza. Agora estou casada e criando dois filhos em uma ótima vida”.

“Eu tinha 19 anos, estava na faculdade e sustentando meu pai alcoólatra e meu irmão mais novo com o salário de um emprego horrível. Eu estava tomando pílula e fazendo de tudo para me livrar da pobreza. Agora sou casada com o pais dos meus 2 filhos e temos uma vida ótima” (Foto: Reprodução / Twitter @missmarmo)

“Nós estávamos apaixonados, mas estávamos na faculdade e não estávamos prontos para ter um filho”, diz Caitlin Papp no Twitter. “Descobri que era uma gravidez tubária, então fiz um aborto. Meu parceiro foi muito amoroso e gentil. Hoje em dia, temos 2 filhos e estamos juntos há 20 anos”.

Caitlin conta que os médicos disseram que ela teria dificuldade de engravidar, então foi uma gravidez inesperada. “Foi de partir o coração. Sabíamos que não era a hora de começar uma família”, ela conta. Em um ultrassom, eles descobriram que o embrião estava implantado no lugar errado. “Meus filhos são tudo para mim e eu sou muito grata por poder começar nossa família quando estávamos prontos”, diz.

A mãe Victoria Lewis lembra que tinha apenas 17 anos, não estava preparada para criar um filho. “Me lembro de chorar incontrolavelmente por causa do tamanho da decisão que tive que tomar naquela idade”. Embora Victoria diga que se sentiu muito pressionada pelos membros da família, ela diz que é uma mãe muito melhor hoje por causa de sua experiência.

A mãe Cecile Richards disse em seu Twitter que sabia do aumento de responsabilidade que outra criança traria. “Eu fiz um aborto. Foi a decisão certa para mim e não foi difícil. Eu e meu marido já temos 3 filhos e trabalhamos em tempo integral”, ela contou.

“Fiz um aborto. Foi a decisão certa e não foi difícil” (Foto: Reprodução / Twitter @cecilerichards)

Muitas mulheres começaram a desabafar e contar seus relatos de aborto por causa da atitude de Busy Philipps. E se elas procuraram abortos por não estarem prontas para serem mães, por considerações de saúde, por estupro, por estarem em relacionamentos abusivos, elas mostraram que cuidados de saúde reprodutiva seguros e acessíveis precisam permanecer.

Leia também:

Pink abre o coração e fala sobre aborto espontâneo aos 17 anos: “Parece que meu corpo me odeia”

Fernanda Machado sofre aborto e faz desabafo emocionante: “O tempo vai curar as feridas”

Ivete Sangalo se emociona ao relembrar aborto e chora com homenagem do filho