‘Mãe crossfiteira’ impressiona ao fazer exercícios pesados no último mês de gestação

Michelle Yule quer ter o filho por meio de um parto natural e confirmou que não parou de treinar desde que descobriu a gravidez

Resumo da Notícia

  • Uma mulher viralizou na internet ao aparecer fazendo exercícios pesados de crossfit na reta final da gestação
  • Michelle Yule afirmou que não parou de treinar desde que descobriu a gestação, e não vai interromper a rotina até o dia do parto
  • Aliás, a mãe ainda confirmou que deseja dar à luz a criança por meio de um parto normal

Uma mulher viralizou na internet ao aparecer fazendo treinos pesados de crossfit na reta final da gravidez. Michelle Yule está aguardando a chegada de Augusto e contou que, até lá, pretende manter a rotina de exercícios.

-Publicidade-

“Eu treinava normal antes, sem saber que estava grávida, ai quando eu descobri fui pra médica e ela me liberou, disse para eu seguir minha vida normal e treinar como eu sempre treinei”, contou ela, ao G1. Michelle já está de licença-maternidade, e conta que o filho pode nascer a qualquer momento. Além disso, revelou que os exercícios físicos a ajudaram a manter o peso ideal e a falta de inchaços durante a gestação.

Michelle conta que engordou apenas 7 kg na gravidez (Foto: Reprodução/ G1)

“Eu não ganhei muito peso, engordei 7kg em toda a gestação, principalmente agora no final. Não tive inchaço, não tive dores nas pernas e nem nas costas igual normalmente as grávidas reclamam e segui a minha vida sem canseira”, contou a mãe de primeira viagem. “O Crossfit foi muito importante para a minha saúde mental, porque a gente fica muito ansiosa quando está gravida, sempre pensando em muita coisa e o treino alivia a minha mente”.

Afinal, pode exercício físico na gravidez?!

Em cada etapa, são várias mudanças no corpo e no comportamento da gestante. Os exercícios e atividades físicas não devem ser deixados de lado durante a gravidez, mas é preciso tomar alguns cuidados para que tudo seja tranquilo e seguro tanto para a mãe quanto para o bebê.

Primeiro, é preciso considerar que nem toda gestante pode praticar exercícios. É preciso a liberação do médico para que haja certeza de que a gestante está apta e que isso não vai fazer mal para ela e para o bebê. Caso o profissional recomende, veja no que você precisa prestar atenção antes de começar.

Pode exercício na gravidez? (Foto: iStock)

Gravidez não é doença, isso a gente já sabe. O que precisa de um pouco de atenção é o tipo de atividade física que será realizada e o objetivo. Durante a gestação, os exercícios não devem ser feitos para atingir uma alta performance, mas para melhorar o condicionamento e a qualidade de vida. Neste período, é necessário se cuidar mais e diminuir o ritmo das atividades, mas os exercícios físicos podem continuar a fazer parte da rotina.

Segundo Renato de Oliveira, filho de Ivanir e Rosária, ginecologista e obstetra, responsável pela área de reprodução humana da Criogênesis, todas as gestantes que querem se exercitar devem passar pela avaliação do médico, mas especialmente as que não costumavam praticar exercícios antes de engravidar.

Fazer exercício físico é importante em qualquer idade e fase da vida, inclusive na gestação. Praticar uma atividade nesse período ajuda a diminuir o ganho de peso, evitar diabetes, pré-eclâmpsia e até a reduzir riscos na gestação. “Eles são importantes para aumentar o retorno venoso e fazer uma drenagem linfática natural, já que as gravidas têm retenção de líquidos”, explica professora de educação física Audrea Lara, mãe de Davi, Daniel e Marco André.

Nas recomendações de especialistas, estão atividades como caminhada, musculação de baixo impacto, yoga e meditação. O ideal é fazer uma avaliação com um profissional que lida com isso, como um preparador físico. Assim, ele vai poder avaliar melhor o seu caso, principalmente se você estiver começando a atividade já grávida.

É importante consultar um médico! (Foto: Reprodução)

Quem começa as atividades físicas na gestação, precisa ter mais atenção. “Para quem está começando a fazer exercícios, de um modo geral, a dica é: vai com calma, muita calma. O grande problema é que todo mundo quer resultado para ontem e isso não funciona. Usar o bom senso e entender as mudanças que acontecem no corpo é fundamental”, afirma Alexandre Gaff, personal trainer e consultor internacional da Nike, pai de Felipe e Isabela.

“De um modo geral, recomendamos hidroginástica. Se for fazer uma caminhada na esteira, usar o suporte de apoio, se for na rua, tem que analisar o terreno”, afirma Renato. Pilates especializado para gestantes também pode ser uma boa ideia. “Atividades de alta performance devem ser evitadas, pois o exercício intenso pode ser uma das causas de trabalho de parto prematuro. O estresse também”, completa.