Médica grávida falece com Covid-19 depois de ter pedido de licença-maternidade negado

A jovem de 28 anos estava no oitavo mês de gestação e pediu ao chefe para tirar a folga antecipadamente com receio de contrair o coronavírus

Resumo da Notícia

  • Uma médica de 28 anos morreu com Covid-19
  • A jovem teve o pedido de licença-maternidade negado pelo diretor do hospital
  • O ministro da Saúde demitiu o diretor e deu início a uma investigação da morte
  • O caso aconteceu na Argélia
Médica grávida falece depois de ter pedido de licença-maternidade negado por diretor do hospital (Foto: Getty Images)

Uma médica grávida morreu com Covid-19 na Argélia. Ela teve seu direito a licença-maternidade negada durante a pandemia e o caso resultou na demissão do diretor do hospital em que ela trabalhava.

-Publicidade-

Wafa Boudissa tinha 28 anos e estava no oitavo mês de gestação. Ela pediu por uma folga antecipada com receio de contrair a nova doença, o chefe não permitiu. Na sexta-feira (15), a jovem faleceu.

A família e amigos da médica divulgaram o caso, que chegou ao ministro da Saúde, Benbouzid. Ele demitiu o diretor do hospital em que Wafa trabalhou e garantiu uma investigação da morte dela.

-Publicidade-

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-