Gravidez

Mulher posta desabafo e viraliza nas redes sociais: “Estou dando adeus à mãe que eu achei que seria”

Ela tinha muitas expectativas sobre a maternidade, mas tudo mudou quando a filha nasceu

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

“Estou dando adeus à mãe que eu achei que seria” (Foto: Getty Images)

Mesmo antes de engravidar, você ouvirá de alguns pais que suas expectativas em relação à gravidez e à maternidade raramente estarão alinhadas com a realidade.

Uma mãe publicou nas redes sociais um post chamado “Adeus à mãe que eu pensei que seria”. Agora que já se passaram 6 meses desde o parto dela, ela explicou que estava pensando em entrar em uma dieta vegetariana orgânica durante a gravidez. Em vez disso, “voltei a comer carne, comprei sacos de Doritos tamanho família e fui para o hospital após beber meio litro de refrigerante”, ela conta.

Ela pensou que teria uma boa gestação, mas não se exercitou por 39 semanas e pensou que uma semana de caminhada no final da gravidez faria a diferença para parir.

Depois de dar as boas-vindas à sua filha, as coisas não foram exatamente como ela tinha previsto. “Pensei que daria certo amamentar imediatamente”, ela escreveu. “Porém, eu precisei bombear leite e dar mamadeira durante os 2 primeiros meses, porque eu não sabia amamentar. Pensei que usaria fralda de pano. Mas comprei fraldas descartáveis. Pensei que minha casa estaria sempre limpa. Minha lavanderia está com quase todas as roupas limpas, mas nenhuma delas está dobrada. Eu desejo sorte para quem conseguir encontrar duas meias”, ela diz.

“Pensei em dar uma arrumada na minha aparência, mas minha roupa diária é calça de flanela, sem sutiã e uma camiseta manchada de leite. O meu penteado diário é um rabo de cavalo. Não me olho no espelho há dias”, ela desabafa.

Ela também achava que nunca compartilharia a cama, mas não foi o que aconteceu. “Deixar minha filha dormir comigo é a única maneira de não acordarmos 6 vezes por noite”, ela conta e acrescenta que sua vida social não é mais a mesma coisa. “Atualmente, tenho a menor quantidade de amigos do que eu já tive em toda a minha vida. Pensei que não precisaria da ajuda da minha família, mas liguei para minha mãe chorando desesperadamente para que ela me ajudasse”, contou.

“Eu não sou a mãe que eu pensava que seria, mas eu parei de me manter nesse padrão”, ela conclui.

O post acumulou cerca de 2 mil comentários de apoio. “Eu tenho dito a mim mesma que, enquanto o bebê está vivo e bem, nada mais importa. Depois das necessidades dele, vêm as minhas necessidades básicas, como tomar banho e comer”, comentou uma internauta que quis compartilhar sua realidade.

A mãe com certeza provou que muitas mães precisaram se despedir de suas expectativas e está tudo bem nisso! Elas não estão sozinhas.

Leia também:

Mãe desabafa sobre amamentação: “Às vezes, quero arrancar meu peito para poder descansar”

Mãe desabafa sobre maternidade e manda a real: “Sejam gentis, mães também são humanas!”

Mãe desabafa após receber bilhete com advertência sobre lancheira: “Na minha opinião é saudável”