Nunca nasceram tantos gêmeos na história da humanidade como agora, diz pesquisa

Os números foram divulgados pela revista “Human Reproduction” e estão diretamente ligados aao aumento da reprodução assistida

Resumo da Notícia

  • A informação é do último relatório da revista “Human Reproduction”
  • Segundo os dados, o aumento vem acontecendo desde 1980 e tem uma causa clara: a reprodução assistida
  • Por ano, nascem 1,6 milhão de gêmeos, o que significa uma em cada 42 crianças

Nunca nasceram tantos gêmeos na história da humanidade como nas últimas décadas – é o que diz o último relatório da revista “Human Reproduction”, uma das principais publicações sobre medicina reprodutiva do mundo. Segundo os dados, o aumento vem acontecendo desde 1980 e tem uma causa clara: a reprodução assistida.

-Publicidade-
Nascimendo de gêmeos é o maior da história desde 1980 (Foto: Unsplash)

Por ano, nascem 1,6 milhão de gêmeos, o que significa uma em cada 42 crianças. O aumento de gestações gemelares acompanha a busca cada vez maior por técnicas de fertilização in vitro, afirma a revista. Entre eles, estão incluídos desde a estimulação ovariana até a inseminação artificial. Outro fator relacionado é a gravidez tardia, já que a incidência de gêmeos aumenta conforme a idade da mulher.

Isso é algo que ainda pode mudar, explica a pesquisa. Segundo os médicos da área, os tratamentos na Europa e na América da Norte estão cada vez mais preocupados em garantir uma gestação única, embora essa tendência não tenha se mostrado tão forte em países subdesenvolvidos.

-Publicidade-

“Os números relativos e absolutos de gêmeos no mundo são maiores do que nunca desde meados do século 20 e é provável que esse seja o ponto mais alto. Isso é importante, pois partos de gêmeos estão associados a maiores taxas de mortalidade entre bebês e crianças e mais complicações para mães e crianças durante a gravidez, e durante e após o parto”, explica o autor do estudo, o professor Christiaan Monden, da Universidade de Oxford.