Gravidez

Pai transgênero dá à luz e desabafa: “Eu não me vejo menos homem por causa da gravidez”

Wyley Simpson não sabia que poderia engravidar por conta do tratamento hormonal

Izabel Gimenez

Izabel Gimenez ,filha de Laura e Décio

(Foto: Reprodução Extreme Love)

Wyley Simpson aos 21 anos optou por fazer a cirurgia de redesignação de sexo. Ao nascer, ele foi registrado como mulher, mas com o tempo percebeu que não se encaixava dentro desse grupo, por isso, começou a terapia hormonal de testosterona e foi informado pelos médicos que não conseguia engravidar. Apesar disso, em 2018 o resultado positivo veio.

No início, foi um choque, porque o casal não esperava que isso era possível. Em entrevista ao Daily Mail, Wyley reconhece que estar grávido aumentou seu vínculo com o bebê, mas que não faria isso de novo, por conta dos julgamentos que teve que enfrentar. O casal optou por continuar a gravidez e lutou todos os dias contra os olhares feios e comentários maldosos.

“Eu não me vejo menos homem por causa do que aconteceu, mas eu não me identifico com a forma feminina que me vi durante a gravidez , então isso não vai acontecer de novo”, afirma.

Famiília reunida! (Foto: Reprodução / Facebook)

Hoje, o bebê já está com 6 meses e recebeu o nome de Rowan e Wyley afirma que tudo valeu a pena, mas infelizmente diz que nunca será visto pela sociedade como homem “Eles não carregam bebês”. O pai fez a cirurgia de remoção para tirar os seios, por isso não pode amamentar e pretende fazer a transição completa no futuro para ter o órgão sexual masculino.

“Eu passei por um processo de transição desde que eu tinha 21 anos e do nada, tive um bebê. Foi algo tão feminino que mexeu com a minha cabeça, mas valeu a pena ter Rowan e se tornar pai – eu não teria mudado nada.” Wyley também relembra que durante a gravidez não conseguia se ver como pai e só conseguiu reconhecer isso depois que o filho nasceu.

“Foi um grande sentimento poder levar Rowan, sentindo-o chutar e ir a ultrassom, mas para mim como pessoa, não é algo que eu possa continuar a fazer. Agora eu e Stephan estamos apenas nos divertindo com a paternidade e mal podemos esperar para continuar nossa jornada como uma família.”

Leia também:

Criança Transexual: menino ou menina? 

Vídeo mostra preconceito vivido por criança trans

Filho de homem trans pode ser o primeiro bebê sem ter mãe na certidão na Inglaterra