Gravidez

Parto normal x cesárea: saiba quais são as principais diferenças entre os dois

Conheça todas as opções de parto e escolha a melhor para a sua vida e seu bebê

Rhaisa Trombini

Rhaisa Trombini ,Edileyne e Geraldo

Já decidiu qual será o seu parto? (iStock)

A discussão entre parto normal e cesárea sempre existiu, mas nos últimos anos aumentou com a popularização de partos naturais e da assistência de doulas. No final das contas, qual é o melhor?

Antigamente, os médicos acreditavam que a cesárea era mais segura que o parto normal, mas segundo o ginecologista e obstetra Dr. Igor Padovesi, pai da Beatriz e do Guilherme, isso mudou quando a medicina começou a ser baseada em evidências, estudos e pesquisas antes de qualquer conclusão.

Com isso, foi descoberto que a hora do parto não precisaria de tanta assistência médica. “Passaram a entender o parto como um processo mais natural e fisiológico que vai acontecer naturalmente para a maioria das mulheres sem necessidade de intervir no processo”, explica Dr. Igor.

Esse momento é seu! (Foto: iStock)

Parto normal

O mais indicado é você poder escolher onde quer realizar o parto: em casa ou no hospital. “Cerca de 80 a 90% das vezes a mulher vai entrar em trabalho de parto espontâneo e o nascimento vai acontecer de forma tranquila, sem complicações”, explica o especialista.

Não deixe a dor te impedir de escolher o parto normal: saiba que ela não vai acontecer o tempo todo. Alguns partos normais podem durar horas, mas a dor vai depender do estágio que você está. A dilatação é a primeira parte, quando você vai sentir as primeiras contrações, que são como as dores da cólica. Elas começam fracas e vão se intensificando conforme o tempo passa.

Quando a dilatação aumenta, a dor fica mais forte. Ela começa na barriga e irradia para a coluna e é geralmente nesse momento que o médico dá a anestesia. As mais usadas são a raquidiana e peridural. A primeira tem ação rápida e geralmente é usada no final do trabalho de parto. Já a peridural é aplicada quando o colo do útero apresenta qualquer dilatação.

A última dor que você vai sentir é quando fizer toda a força para que o bebê finalmente nasça. Depois, você pode sentir cólica e alguma dor durante a amamentação também.

Parto cesárea

“O avanço da medicina veio para trazer conforto”, explica Dr. Igor. No Brasil, você tem o direito de escolher se quer agendar o seu parto no hospital. Para isso, a gestante só precisa ser orientada das vantagens e desvantagens desse tipo de parto pelo obstetra.

As mulheres geralmente optam por esse parto por não envolver dor, por conta da anestesia, e normalmente ser mais rápido. Segundo Dr. Igor, de 10 a 20% das vezes pode ser que aconteça alguma complicação e a cesárea seja a opção mais segura ou necessária.

O maior cuidado deve ser com o pós-operatório. Após o parto, você deve ficar de repouso, não pode levantar muito peso e, de jeito nenhum, voltar para sua rotina normal logo de cara. Como em qualquer outra cirurgia, é preciso dar tempo para que o corpo cicatrize e os próximos 15 dias são muito importantes para essa recuperação.

Depois do parto, as mulheres costumam ficar com a imunidade mais baixa, então uma alimentação rica em proteínas, carboidratos, vitaminas é importante para ter um aporte nutricional bom.

Parto normal é melhor que cesárea?

Atualmente, a maioria das recomendações médicas recaem para a realização de um parto normal. “Cerca de 80 a 90% das vezes, a mulher vai entrar em trabalho de parto espontâneo e o nascimento vai acontecer de forma tranquila, sem complicações e interferências médicas”, explica o obstetra.

Mesmo que o parto normal tenha mais vantagens, a cesárea não precisa renegada. A luta mundial é para combater as taxas de cesárea inadequadas, não o parto em si. Converse com seu obstetra para conhecer todas as opções e a escolha melhor para o seu caso, sua vida e seu bebê.

Quer saber mais sobre o assunto? Assista ao vídeo do Dr. Igor Padovesi, da nossa série semanal Gravidez Sem Neura, que vai ao ar toda quarta-feira:

Igor Padovesi é ginecologista e obstetra formado e pós-graduado pela USP. Realiza partos e cirurgias nos principais hospitais de São Paulo, principalmente no Albert Einstein, e tem uma equipe especializada em partos normais. www.igorpadovesi.com.br / Instagram: @dr.igorpadovesi

Leia também:

6 fotos de parto premiadas que provam como esse momento é mágico

Casal descobre que ganhou na loteria um dia após o parto da primeira filha

Pai descobre que filho tem síndrome de Down no parto e desabafa: “No ínicio, não conseguia tocar nele”