Posso engravidar já estando grávida? Entenda o que é a superfetação e como ela acontece

Casos de mulheres que conceberam dois bebês em momentos diferentes da mesma gestação não são incomuns. No entanto, o fenômeno que faz isso acontecer, chamado superfetação, é extremamente raro e, inclusive, questionado por especialistas no assunto

Resumo da Notícia

  • Você provavelmente já ouviu falar de casos de mulheres que, já estando grávidas, engravidaram novamente e deram à luz dois bebês
  • Esse fenômeno é possível de acontecer e se chama superfetação
  • No entanto, é extremamente raro e em quase 100 anos foram documentados apenas 11 casos de superfetação na literatura médica
  • Entenda o que é essa situação e como ela acontece

É possível engravidar já estando grávida? Por mais que a resposta para essa pergunta parece ser seguramente um grande “não”, a verdade é que esse fato pode acontecer. Antes de entrar em choque, calma: esse fenômeno, chamado de superfetação, é extremamente raro. Desde 1932, quando foi documentado pela primeira vez, foram registrados somente 11 casos.

-Publicidade-

A superfetação acontece quando a mulher ovula duas vezes dentro de um determinado intervalo de tempo, que pode variar entre uma e quatro semanas. Nesse caso, a primeira concepção ocorre após a primeira ovulação e, após a segunda, ela engravida novamente, gerando fetos com idades gestacionais diferentes. “É um fenômeno extremamente raro e até um pouco controverso. Alguns estudiosos questionam se isso ocorreria de fato ou se seria só uma diferença de desenvolvimento maior entre dois fetos que foram fecundadas ao mesmo tempo”, explica o ginecologista e obstetra Igor Padovesi, pai de Beatriz, Guilherme e Cecília.

É possível engravidar já estando grávida? Por mais que a resposta para essa pergunta parece ser seguramente um grande "não", a verdade é que esse fato pode acontecer
É possível engravidar já estando grávida? Por mais que a resposta para essa pergunta parece ser seguramente um grande “não”, a verdade é que esse fato pode acontecer (Foto: Shutterstock)

Mãe engravida duas vezes na mesma semana

Nesta semana, a notícia de que uma mulher britânica deu à luz dois bebês que foram concebidos em momentos diferentes da mesma semana começou a circular pela internet. Aos 30 anos, Alina Luca já havia desistido de ter filhos quando soube da notícia e recebeu uma surpresa dupla (literalmente). Em entrevista ao The Mirror, ela contou que os médicos explicaram que os dois fetos que ela estava gerando possuiam idade gestacional diferentes, ainda que próximas.

“Perguntei aos médicos: ‘Você está falando sério? Como pode ser possível engravidar quando já está grávida?'”. Os doutores explicaram a ela que, apesar de ser algo muito raro, esse caso pode acontecer. Descobriram que as irmãs Ellie e Millie tinham uma semana de diferença por conta de um exame feito, em que perceberam que uma era um pouco menor do que a outra.

Dra. Silvana Chedid, ginecologista, especialista em reprodução humana e diretora da Clínica Chedid Grieco de Medicina Reprodutiva, explica: “As chances da superfetação acontecer são muito baixas. É um fenômeno extremamente raro. A incidência é menor do que 0,5%. Sabemos que existem evidências científicas de casos de superfetação que já foram comprovados cientificamente. Então, apesar de rara, ela existe”.

Mãe britânica deu à luz bebês que foram concebidos em momentos diferentes da mesma semana
Mãe britânica deu à luz bebês que foram concebidos em momentos diferentes da mesma semana (Foto: The Mirror)

Toda mulher pode ter uma superfetação?

Teoricamente, sim. No entanto, existem diversos fatores que precisam acontecer de uma determinada forma para que a mulher ovule duas vezes dentro de um período curto de tempo e engravide duas vezes seguidas. “É muito improvável que aconteça porque, após a implantação do embrião, há a parada da ovulação, o endométrio se torna espesso e não receptivo para nova implantação e, por último, há a formação de um tampão de muco no colo do útero que dificulta a chegada dos espermatozoides. Então, para ocorrer a superfetação, essas três coisas teriam que não acontecer da maneira correta”, explica a dra Claudia Glina Rubin, ginecologista e obstetra especialista em reprodução humana na clínica Projeto Alfa e mãe de Carolina e Rodrigo .

Em que momento da gravidez pode acontecer a superfetação?

Todos os especialistas e casos documentados desde o primeiro caso já registrado afirmam que a superfetação acontece logo no início da gestação, entre a primeira e a quarta semana após a concepção do primeiro feto. Casos em que uma nova gravidez foi descoberta em um momento muito avançado, como no quinto mês, não é possível de acontecer.

A superfetação pode acontecer com uma mulher e dois parceiros diferentes?

Teoricamente, o fenômeno pode acontecer com dois parceiros. “Se uma mulher ovular duas vezes em momentos diferentes do ciclo, esses óvulos podem ser fertilizados pelos espermatozoides do mesmo parceiro ou de parceiros diferentes”, explica a dra. Silvana Chedid.

“O conceito da superfetação é uma segunda fecundação”, completa Igor Padovesi. Ainda que esse fato possa acontecer, o obstetra reforça que isso é uma “exceção extremamente rara” e relembra que alguns especialistas questionam de que pode ser apenas uma situação de diferença no desenvolvimento dos fetos.

A superfetação é um fenômeno extremamente raro e que é questionado por diversos especialistas se de fato acontece
A superfetação é um fenômeno extremamente raro e que é questionado por diversos especialistas se de fato acontece (Foto: Shutterstock)

Quantas vezes durante uma gestação a mulher pode passar pela superfetação?

Como o número de casos de superfetação são pouquíssimos, ainda não foi determinada a quantidade de vezes que uma mulher pode passar por essa situação. “Acredita-se que isso aconteça apenas uma vez. Então, é uma situação extremamente rara, mal documentada na literatura científica. E, provavelmente, quando ela acontece, acontece apenas uma vez durante a gestação”, finaliza Silvana Chedid.