Relato de mãe: “Fiquei paraplégica e 6 semanas depois descobri que estava grávida”

Kara Scott teve a vida completamente mudada em apenas um ano durante uma viagem de família. Após ter uma convulsão, a mãe foi levada às pressas ao hospital e tomou um baita susto

Resumo da Notícia

  • Kara Scott ficou paraplégica
  • A mãe descobriu que estava grávida seis semanas depois e tomou um baita susto
  • Ela precisou ser levada às pressas para o hospital
  • Em janeiro, Kara deu à luz uma menina

Kara Scott, de 33 anos, teve a vida completamente mudada em apenas um ano. Em 2019, de férias com o filho Isaac, de três anos, e o marido, Jonny, ela viveu um pesadelo depois de sofrer uma convulsão. Às pressas, a mãe precisou voltar imediatamente para casa em Keighley, na Inglaterra.

-Publicidade-
A mãe tomou um baita susto quando descobriu a gravidez (Foto: reprodução / Birminghan Mail)

Durante o voo, ela teve mais um colapso e ao chegar no hospital descobriu que sofria um distúrbio no sistema nervoso, que a deixou paraplégica. Depois de seis semanas, mais uma surpresa apareceu: ao fazer um ultrassom, ela descobriu que estava grávida!

Ao jornal Birminghan Mail, Kara falou sobre a experiência: “Eu fiquei chocada. Pensei que não poderia estar grávida. Liguei para meu marido, Jonny, que disse: ‘Oh meu Deus, isso é incrível’. Obviamente era para ser, mas pensei: ‘Não tenho ideia de como viver a vida como uma pessoa paralisada, muito menos como fazê-lo com um bebê”.

-Publicidade-
Winnie está aproveitando muito a família! (Foto: reprodução / Birminghan Mail)

No dia 7 de janeiro, a mãe deu à luz Winnie e comemorou a chegada da filha: “A vida realmente me testou, mas eu gosto de desafios. Eu sempre quis fazer alguma coisa diferente”. Quando descobriu a gravidez, Kara ficou bastante assustada e contou que não aproveitou a gestação como queria. “Eu não conseguia me levantar e ver minha barriga crescer. Foi triste porque eu não pude aproveitar minha gravidez e eu queria muito”.

Com o tempo, Kara superou o medo e atualmente é muito feliz com todo o apoio que recebeu da família: “Sou uma pessoa independente. Demorei muito tempo para aceitar o fato de estar paralisada. Para ter esse rótulo, há conotações negativas. Não queria admitir isso. Mas, isso não mudou quem eu sou – simplesmente não tenho pernas que funcionem”, concluiu.

O 9º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Tal da Felicidade está aí! Ele vai acontecer no dia 19 de agosto, completamente online e grátis. Serão oito horas de transmissão ao vivo e você pode acompanhar tudo neste link aqui. Esperamos por você!

-Publicidade-