Relato: “Estou grávida do meu ex-marido porque queríamos dar um irmão a nossa filha”

Belinda Hilyer e David passaram pelo processo da fertilização in vitro meses após o divórcio

Resumo da Notícia

  • Uma mulher britânica engravidou do ex-marido através de fertilização in vitro
  • Ele concordou em doar o semen para que a filha do casal ganhasse uma irmã
  • Belinda Hilyer e David já haviam recorrido a reprodução assistida para conceber a primogênita, Maisey

Uma mulher britânica engravidou do ex-marido através de fertilização in vitro após ele concordar em doar o semen para que a filha do casal ganhasse uma irmã. Belinda Hilyer e David já haviam recorrido a reprodução assistida para conceber a primogênita, Maisey, e estavam no meio do processo para a segunda gestação quando veio o divórcio. A separação, entretanto, não mudou a vontade dos dois de aumentar a família.

-Publicidade-
A mulher engravidou do ex-marido através de fertilização in vitro (Foto: reprodução / Kidspot)

A mãe de 38 anos descobriu ainda na adolescência que teria problemas para engravidar devido aos ovários policísticos. Assim, ela e o ex-marido procuraram uma clínica de tratamento de fertilidade logo no início da relação. Foram oito sessões até que ela engravidasse da primeira filha. “Foi a melhor sensação. E ainda é”, disse ela sobre o nascimento de Miasey em maio de 2015, em entrevista ao Kidspot.

Quando a primogênita completou quatro meses de idade, Belinda e David resolveram que era o momento certo de tentar novamente. “Eu não estava ficando mais jovem, então não queríamos esperar”, disse a mãe. Dessa vez o processo foi ainda mais difícil: a dupla passou por seis rodadas de fertilização in vitro, todas frustradas. Os médicos explicaram que os óvulos de Belinda não estavam amadurecendo corretamente e que provavelmente ela estava passando por uma menopausa precoce.

“Eu queria tanto fazer isso com meus próprios óvulos porque queria que Maisey tivesse um irmão com o DNA mais próximo possível do dela, mas, no final do dia, tivemos que aceitar que não iria acontecer”, desabafa.

O divórcio

Belinda quis engravidar novamente usando o semen do ex-marido (Foto: Reprodução /Kidspot)

O casal tomou a decisão de entrar para a lista de doação de óvulos e, seis meses depois, em outubro do ano passado, eles receberam a notícia de que potenciais doadores haviam sido encontrados. Nessa época, porém, os dois tinham acabado de se divorciar de um casamento de quatro anos e não sabiam qual seria o futuro da família. Quando foi avisada de que o óvulo estava esperando por ela na clínica, Belinda ligou para o ex-marido e disse que queria que ele fosse o pai do novo bebê.

“Liguei para ele e disse:‘ O que você quer fazer com essa informação? ’”, Lembra Belinda. “E ele me disse que ainda queria ir em frente, se eu também quisesse. Então eu disse:’Vamos lá’. Ele quer que nossa filha tenha um irmão tanto quanto eu. Ambos concordamos que só porque não estamos juntos, não significa que nossa filha não deva crescer com um irmão ou irmã”, conta.

Desde que começaram o processo novamente, no ano passado, David e Belinda estão superando quaisquer desafios que a separação trouxe para seu relacionamento. A primeira tentativa com o óvulo doado não teve sucesso, e o casal se prepara para a segunda rodada do procedimento.“Ele vem a todas as consultas e está tão animado quanto eu”, conta. “Eu ainda o amo, eu só não quero ser casada com ele. Somos co-pais muito bem, então não houve hesitação”, concluiu.