Relato: “Não segui a tradição de nomes da família do meu marido e agora meu sogro está bravo”

Escolher o nome de um bebê pode ser uma tarefa difícil, mas para esta mãe de 29 anos é ainda mais, já que o pai do marido dela ficou furioso com a escolha que ela fez

Resumo da Notícia

  • Escolher o nome de um bebê pode ser uma tarefa difícil
  • Mas para esta mãe de 29 anos é ainda mais, já que o sogro ficou muito bravo com a escolha que ela fez
  • Com isso, a grávida desabafou no fórum do Reddit para explicar toda a situação

Escolher o nome de um bebê pode ser uma tarefa difícil, mas para esta mãe de 29 anos é ainda mais, já que o sogro ficou muito bravo com a escolha que ela fez. Com isso, a grávida desabafou no fórum do Reddit para explicar toda a situação e descobrir se ela estava errada.

-Publicidade-

No post, segundo o The Sun, ela contou que ela e o marido, Shay, estavam grávidos e esperando o primeiro filho, que é um menino. Ela ainda explicou que na família do parceiro eles tem a tradição de todos os primogênitos se chamarem Shay e terem o mesmo sobrenome.

No entanto, o casal não quer colocar ‘Shay’ como nome do filho e isso tem causado intrigas dentro da família. Usando sobrenomes falsos ela pergunta: “Eu sou muito chata por não ouvir o meu sogro sobre o nome do meu filho?”. Para um contexto, ela contou que é apegada ao sobrenome que os próprios pais passaram para ela, Smith-Clark.

(Foto: Getty Images)

Conversando com o marido, que tem apenas Johnson como sobrenome, eles concordaram em passar pra frente ‘Smith-Clark’, pelo lado de apego emocional da mulher. “Eu gostaria de ressaltar que foi a ideia do meu marido usar o meu sobrenome e adicionar o dele na mistura iria ficar estranho, ‘Smith-Clark-Johnson’ é muita coisa”.

Então eles decidiram em Connor Smith-Clark, mas toda a intriga começou quando o pai de Shay viu o anúncio do nome. “Eu sabia sobre a tradição, alguns primos do meu marido se chamam Shay e ele tem um tio que se chama Shay. Mas quando perguntei se era importante pra ele, ele disse que não, e meu marido sabe que não gosto da ideia do meu filho ser Jr.”.

Com isso, o sogro ficou triste já que todos os primogênitos da família se chamavam Shay Johnson e ficou doído porque eu estava “desrespeitando as tradições familiares”. “Meu sogro é geralmente muito legal e tranquilo. Ele se dá super bem comigo e com a minha família. Eu entendo que é uma tradição, mas é estranho, sabe?”.

A grávida brigou com o sogro sobre o nome do filho (Foto: Freepik)

O filho ficou do lado da esposa e disse que provavelmente a irmã passaria o nome para a próxima geração, mas nada que eles falaram agradou o sogro, que está sem trocar nenhuma palavra com eles. A irmã do meu parceiro sugeriu que a gente desse ‘Shay’ como nome do meio, mas já honramos um amigo que perdeu a vida e nenhum de nós quer mudar.

“Eu me sinto parcialmente culpada sobre não dar o nome Shay para o nosso primogênito, porque é algo claramente importante da família dele, e a gente poderia ‘guardar’ Connor para caso a gente tenha outro filho. Eu estou errada por ficar tão defensiva?”, concluiu a mulher. A publicação recebeu mais de 100 comentários concordando com ela e dizendo que se deixar o sogro dela feliz a deixaria infeliz não valia a pena mudar o nome do menino.