Trombose: saiba mais sobre a doença na gravidez e como preveni-la

Separamos algumas dicas bastante eficazes para evitá-la, como o uso de meias de compressão e caminhadas diárias. Confira!

Resumo da Notícia

  • Dia 16 de setembro é o dia nacional de combate e prevenção à trombose
  • Fique de olho nos sintomas e procure especialistas
  • Confira algumas dicas para evitar trombose na gravidez

As futuras mães devem ficar atentas: dor nas pernas, vermelhidão, inchaço, pele mais quente e aumento das veias locais podem ser sinal de trombose! É comum surgir durante a gravidez porque a capacidade de coagulação aumenta conforme o avanço  da gestação. Essa é a forma que corpo encontra para preparar o organismo para o controle do sangramento no momento do parto.

-Publicidade-
veja os cuidados necessários para não ter trombose durante a gravidez
Os cuidados com o bebê começam antes dele nascer (Foto: Getty Images)

a ginecologista Dra. Ana Carolina Lúcio Pereira pontua: “Existem vários problemas que podem acontecer em uma gestação, justamente por causa da grande quantidade de hormônios circulantes, como a progesterona e o estrogênio. Eles alteram a circulação, a quantidade de fluxo sanguíneo e podem causar diversas alterações”.

O efeito negativo é que algumas mulheres têm facilidade natural de formar coágulos dentro das veias, conhecidos como trombos, e acabar tendo a trombose,  que é mais comum se manifestar no segundo ou terceiro trimestre da gravidez. Na prática, a trombose é uma complicação nos vasos sanguíneos que coagula o sangue e obstrui o fluxo normal. As grávidas acima de 35 anos, que estão acima de peso e as que estão esperando gêmeos possuem maior probabilidade de ter trombose.

Nos casos mais graves, o coágulo pode se desprender da parede da veia e chegar até o pulmão, levando a embolia pulmonar. “As mulheres grávidas precisam ficar mais atentas e tentar se prevenir, já que o grande risco é a trombose gestacional evoluir para uma embolia pulmonar – que é quando o coágulo se desloca até os pulmões”, explica o cirurgião vascular Dr. Caio Focássio.

Uma alimentação saudável pode ajudar muito na prevenção da trombose (Foto: Getty Images)

O sedentarismo e má alimentação estão especialmente ligados a esses problemas. Ficar muito tempo parada faz com que a velocidade do sangue dentro dos vasos seja reduzida. Quarentena não é desculpa, você pode caminhar dentro de casa e fazer exercícios para diminuir a chance de problemas. 

De acordo com o cirurgião, existem algumas formas bastante eficazes para prevenir as consequências mais sérias. Uma delas é o ultrassom específico para o diagnóstico de trombose. “Além disso, o uso de meias de compressão e as caminhadas diárias durante a gestação também facilitam a circulação sanguínea e evitam as complicações”, complementa.

7 Dicas para evitar a trombose na gravidez

  • Use meias de compressão
  • Faça caminhadas ou natação
  • Não passe mais de 8 horas deitada ou sentada
  • Evite cruzar as pernas
  • Tenha uma alimentação rica em fibras
  • Tome muita água
  • Não fume