Ter o último filho após os 33 anos pode aumentar as chances de viver até os 95, diz estudo

Na pesquisa, realizada com 500 famílias pela Boston University School of Medicine, foi mostrado alguns benefícios que a gravidez pode trazer

Resumo da Notícia

  • O estudo foi feito pela Boston University School of Medicine
  • 500 famílias participaram da pesquisa
  • Ter o último filho após os 33 anos pode aumentar a longevidade
  • A gravidez tardia pode trazer alguns benefícios à saúde

Em uma pesquisa realizada pela Boston University School of Medicine, nos Estados Unidos, foi mostrado que ser mãe após os 33 anos pode aumentar as chances da mulher viver até os 95. O estudo explica ainda que a gravidez pode trazer alguns benefícios à saúde.

-Publicidade-
O estudo foi realizado com 500 famílias (Foto: Getty Images)

Nos testes, foi possível notar que as mães que tiveram o último filho após os 33 anos teriam mais chances de chegar aos 95, do que aquelas que deram à luz até os 29 anos. Como base, o estudo teve dados de 500 famílias com pessoas que viveram até idades mais avançadas.

Segundo Thomas Pearls, líder da pesquisa e especialista em geriatria, os genes que permitem que as mulheres possam engravidar naturalmente após os 33 anos são benéficos. Ele explicou ainda que podem diminuir doenças como cardiopatias, diabetes e acidentes vasculares cerebrais, causados pela idade.

-Publicidade-

-Publicidade-