Uma a cada cinco mulheres adiou os planos de engravidar por causa da pandemia, diz estudo australiano

A pesquisa, realizada pelo Instituto Australiano de Estudos da Família, mostrou que as mulheres australianas estão atrasando os sonhos da gravidez pela insegurança financeira e emocional

Resumo da Notícia

  • A pandemia do novo coronavírus tem impactado diretamente nos sonhos de engravidar de diversas mulheres
  • Uma pesquisa australiana mostrou que uma em cada cinco mulheres mudou sobre seus planos de terem filhos neste período
  • Isso tem sido causado tanto pela insegurança financeira, como emocional

Diversas questões da pandemia do novo coronavírus, sejam elas emocionais ou financeiras, têm impactado diretamente no sonho de engravidar de diversas mulheres. De acordo com uma pesquisa feita pelo Instituto Australiano de Estudos da Família, foi concluído que uma em cada cinco mulheres mudou sobre seus planos de terem filhos.

-Publicidade-

Durante a pesquisa, 3.730 pessoas foram entrevistadas, sendo 86% delas do sexo feminino. Sobre a vontade de ter filhos, 90% contou que a pandemia acabou mudando os desejos de engravidar e tiveram que adiar esse sonho. Os dados apresentaram ainda que uma em cada dez mulheres estavam tentando ter um filho com seus parceiros antes da pandemia. Do total, 18% pararam com as tentativas.

Uma em cada cinco mulheres australianas mudou sobre seus planos de terem filhos por causa da pandemia(Foto: Getty Images)

De acordo com Lixia Qu, autora do estudo, isso acabou frustrando as previsões de que houvesse um aumento no número de mulheres grávidas. O principal motivo seria o receio com o emprego e também a segurança financeira da família, principalmente das mulheres com cerca de 20 anos de idade.

“A pandemia COVID-19 trouxe muita incerteza, então faz sentido que algumas mulheres tenham reformulado suas visões sobre ter filhos”, explicou a autora do estudo. Sobre as questões financeiras, a médica lamentou que o plano de engravidar de diversas mulheres tenha sido adiado por causa do novo coronavírus.

“Quando se trata de decisões sobre gravidez e criação de filhos, a segurança financeira é uma das partes mais importantes do processo de tomada de decisão para muitos pais em potencial. Eles querem se sentir confiantes de que podem sustentar sua futura família e, infelizmente, a pandemia de COVID-19 gerou dificuldades financeiras e preocupações para algumas pessoas”, completou.