Uma chance em 200 milhões: trigêmeas idênticas nascem em caso raríssimo no Reino Unido

Os pais dos bebês, Zahra Amirabadi e Ashraf Reid, vivenciaram um caso raro com o nascimento dos trigêmeos. Eles deram uma entrevista para o jornal britânico The Mirror

Resumo da Notícia

  • Gravidez rara de trigêmeos idênticos é registrada no Reino Unido
  • A probabilidade de uma gravidez natural gerar trigêmeos é de uma a cada 200 milhões
  • O casal tem casos de gêmeos na família, mas não esperavam que pudesse acontecer com eles

O casal Zahra Amirabadi, 28, e Ashraf Reid, 29, de Nottingham, no Reino Unido, teve uma grande surpresa no ultrassom de 12 semanas. Eles descobriram que teriam, de uma só vez, três bebês. “Nós estávamos brincando no caminho para o exame dizendo ‘imagine se fossem gêmeos’, mas Ashraf disse que não poderia ser, e ele estava certo!” Zahra em entrevista para o Mirror.

-Publicidade-

Ela contou: “O médico começou o exame e disse: ‘Tenho algo para lhe dizer que pode ser uma surpresa’. Minha mente imediatamente foi para o pior lugar, eu estava pensando que talvez não houvesse batimentos cardíacos ou algo assim. Mas quando ela nos disse que eram trigêmeos, não pudemos acreditar!”

A probabilidade de uma gravidez natural gerar trigêmeos é de uma a cada 200 milhões (Foto: Shutterstock)

Os dois disseram que têm casos de gêmeos na família, mas não esperavam que fosse acontecer com eles.
“Foi um choque… nos surpreendeu. Nós dois estávamos apenas rindo e chorando, e então, quando ela estava tentando nos mostrar no exame, eu não conseguia ver porque minha barriga estava se mexendo de tanto rir”, disse Zahra ao jornal britânico.

Caso raro

Mas não é só isso que surpreende. Especialistas explicam que a probabilidade de uma gravidez natural gerar trigêmeos é de uma a cada 200 milhões, pois precisa de uma dupla divisão do embrião ou mesmo que um embrião se divida e tenha mais uma gestação, para então formar três embriões.

E foi o que aconteceu. Dois dos bebês, Roya e Adina, estavam compartilhando uma placenta, enquanto Sefia estava sozinha. Zahra acrescentou: “Todos os médicos pensaram a princípio que poderíamos ter gêmeos idênticos e depois uma menina. Eles confirmaram que eram todas meninas no exame de 17 anos, então felizmente não tínhamos comprado muitas roupas ou qualquer coisa antes disso”.

As trigêmeas Roya, Adina e Sefia (Foto: Reprodução/Instagram/@thereidtriplets_ng)

As trigêmeas Roya, Adina e Sefia, nasceram em dezembro do ano passado, por meio de cesariana, já que esses casos são considerados de risco para mãe e bebês. Zahra conta: “Sefia nasceu muito pequena, então ela precisava ser levada para a unidade neonatal para mamadeira, pois estava com baixo nível de açúcar no sangue. foi a primeira vez que os três ficaram separados. Ela ainda completa: “Quando eles nasceram, eles eram tão parecidos, então fizemos um teste e mostrou que eram todos idênticos. O óvulo se partiu uma vez no início da gravidez, então ela teve sua própria placenta, então a segunda divisão aconteceu um pouco. mais adiante, mas são todos do mesmo ovo.”

A mãe relembrou o momento do parto. “Foi definitivamente o melhor dia da minha vida. Obviamente, na preparação para isso, eu estava animada para eles nascerem, mas eu não achei que seria tão incrível. primeiro bebê chorou e eu comecei a chorar, então eu fiz a mesma coisa de novo e de novo, foi simplesmente lindo.”

Ela acrescentou: “Foi música para meus ouvidos ouvi-los todos saudáveis, e eles foram trazidos para mim imediatamente para contato pele a pele, e então meu parceiro teve a mesma coisa”.

Nesses casos, a é imprescindível. A família de Zahra criou um planejamento para que todos ajudem nos cuidados com as trigêmeas. “Desde que eles começaram a dormir por períodos mais longos à noite, as coisas ficaram muito mais fáceis, mas ainda é maníaco”, finaliza a mãe.