Família

Mãe fala sobre o grande aprendizado com filho autista: “São eles que nos moldam”

A história de Zachary é emocionante

Cecilia Malavolta

Cecilia Malavolta ,Filha de Iêda e Afonso

Os filhos nos ensinam sempre! (Foto: Getty Images)

Elizabeth e o marido são professores. Eles imaginavam como passar os ensinamentos para os filhos de forma muito didática e simples. Com o primeiro filho, Alexander, foi tudo muito simples. O menino aprendeu a falar rápido e os pais estavam sempre colocando livros na biblioteca para que ele aprendesse mais. Já com o segundo filho, Zachary, a história foi diferente e muito emocionante.

Zachary na liderança por Elizabeth Steere

Eu e meu marido somos professores, então quando imaginamos nosso futuro com filhos, pensamos em com ensiná-los a andar, ler, amarrar seus sapatos. Então, depois, coisas mais difíceis: álgebra, viver e sobreviver ao primeiro amor.

Quando nosso primeiro filho nasceu, ele falou bem rápido. A primeira palavra de Alexander foi lua, então nós compramos para ele um sistema solar de brinquedo. Enquanto ele crescia nós colocamos vários livros em nossa biblioteca para nutrir seus interesses: vulcões, dinossauros, cavaleiros medievais, robôs.

Nosso segundo filho foi uma história diferente. Zachary era mais quieto, preferindo imitar o “vroom” de um motor de carro do que dizer a palavra carro. Aos 2 anos, ele foi diagnosticado com autismo – e começamos a aprender sobre isso.

Inicialmente, nos voltamos para os livros para aprender mais sobre o assunto. Mas há uma frase repetida frequentemente na comunidade do autismo: “Se você conhece uma pessoa com autismo, então você conhece uma pessoa com autismo”.

Tivemos que esquecer nossas suposições e estereótipos e nos tornamos alunos do melhor especialista que nós conhecíamos: o próprio Zachary. E ele nos ensinou muito. Ele tem uma paixão muito grande por trens e antes de entrar em nossas vidas eu não poderia dizer a diferença entre um motor a vapor ou a diesel.

Agora nós conversamos sobre modelos de trens. Mas ele também nos ensinou o mais difícil: como amar livre e de maneira plena, como pular por pura alegria, como lidar com olhares estranhos graciosamente. E eu aprendi que, enquanto eu pensava que maternidade era sobre como moldamos nossos filhos, a verdade é que muitas vezes são os nossos filhos que nos moldam.

Leia também:

Mãe conta como decidir ser mãe em tempo integral mudou o relacionamento com a filha: “Ganhei uma amiga”

Mãe conta como foi enfrentar um câncer de mama enquanto estava grávida

Mãe conta detalhes da luta contra o câncer de mama: “Descobri durante a amamentação”