Após Pantera Negra, Disney + vai desenvolver série sobre Wakanda com o mesmo diretor do filme

Ryan Coogler, diretor do filme assinou um contrato exclusivo de cinco anos com a plataforma

Resumo da Notícia

  • Ryan Coogler, diretor do filme Pantera Negra, assinou um contrato exclusivo de cinco anos com a Disney para desenvolver séries para a plataforma Disney+;
  • A primeira delas será sobre o reino africano, sucesso no filme com Chadwick Boseman;
  • O diretor contou  que está empolgado com a novidade.

Ryan Coogler, diretor do filme Pantera Negra, assinou um contrato exclusivo de cinco anos com a Disney para desenvolver séries para a plataforma Disney+, sendo a primeira delas sobre o reino africano, sucesso no filme com Chadwick Boseman.

-Publicidade-

O diretor contou ao portal Deadline que está empolgado com a novidade: “É um sonho que se realiza. Estamos preparando alguns projetos e mal podemos esperar para falar mais sobre eles”, garantiu. Coogler tem passado os últimos dias escrevendo a segunda parte do filme Pantera Negra.

O diretor recebeu elogios de Bob Iger, o presidente e CEO da Disney. “Ele é um contador de histórias singular, cuja visão e alcance o tornaram um dos cineastas de destaque de sua geração. Com Pantera Negra, Ryan trouxe uma história inovadora e personagens icônicos à vida de uma forma real, significativa e memorável, criando um momento cultural divisor de águas”, avaliou.

-Publicidade-
Pantera Negra (Foto: Reprodução/ Divulgação)

Perda de Chadwick Boseman

Chadwick Boseman, 43 anos, perdeu a batalha que travava contra o câncer de cólon desde 2016. O ator ficou famoso ao interpretar o personagem “Pantera Negra” nos filmes da Marvel. A notícia da perda foi anunciada pela família nas redes sociais do astro em 29 de agosto. Segundo a publicação, Chadwick estava ao lado dos parentes e da esposa durante todo o momento.

O ator se emocionou ao contar a história (Foto: Reprodução / YouTube)

“Chadwick foi diagnosticado com câncer de cólon de estágio 3 em 2016, e lutou contra ele nestes últimos quatro anos conforme progrediu para estágio 4″, lamentou a família, no Twitter. “Um verdadeiro lutador, Chadwick perseverou por tudo, e trouxe a vocês muitos dos filmes que tanto amam. De ‘Marshall: Igualdade e Justiça’ a ‘Destacamento Blood’, ‘Ma Rainey’s Black Bottom’ de August Wilson e muitos mais, todos foram gravados durante e entre incontáveis cirurgias e quimioterapia. Foi a honra de sua carreira trazer à vida o rei T’Challa em ‘Pantera Negra’”, escreveram.

O ator nunca tinha falado da doença publicamente. Nascido na Carolina do sul, nos Estados Unidos, Chadwick iniciou a carreira na televisão, nos seriados “Parceiros da Vida”, “Lei & Ordem” e “Plantão médico”. Em 2016 o americano fez a sua primeira participação na saga dos super-heróis, com uma pequena participação em “Capitão América: Guerra Civil”, até estrear seu maior sucesso, dois anos depois.

-Publicidade-