Mais

Bem longe da nota vermelha! 3 dicas para organizar a rotina de estudo do seu filho

As provas finais estão chegando, é bom se preparar para fechar o semestre sem sustos

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

O processo de aprender e estudar tem que ser diário e constante, e deve começar logo no início do ano letivo. Só assim seu filho vai aprender a educar o cérebro para armazenar o que é de fato importante

Passada a correria da adaptação à rotina de aulas, a tendência é que a família toda relaxe um pouquinho, afinal é só o começo do ano letivo. Conseguir que todos vejam o período de aulas como parte de uma rotina saudável já é um grande começo. Mudar a perspectiva do “acabou a festa!” para uma visão de continuidade da vida, colocando a escola como algo positivo, é o melhor a fazer. Muitos problemas enfrentados no segundo semestre e no final do ano podem ser evitados se os pais conseguirem adequar o ritmo agora. O maior erro que cometemos é encarar os meses iniciais como um período de transição prolongado demais entre as férias e o “levar os estudos a sério”. Que tal combinar com os filhos uma nova rotina a partir de agora, garantindo assim um ano tranquilo e que possa deixar boas memórias? Se você conseguir colocar as dicas a seguir em prática, pode, sim, relaxar que as reuniões na escola trarão boas notícias e os momentos em família serão mais calmos! Para um ano letivo tranquilo, garanta que seu filho comece agora mesmo a:

1. Dormir mais cedo: o sono afeta a capacidade de aprendizagem. Noites completas de sono ajudam no desenvolvimento de maior capacidade de foco e concentração durante as aulas e no momento da tarefa. É também durante o sono que o cérebro armazena e organiza os conteúdos estudados ao longo do dia!

2. Praticar atividade física frequente: além de ajudar no desenvolvimento de habilidades como disciplina e persistência, a atividade física chega a ajudar na produção de novos neurônios. A vida sedentária que nossas crianças levam hoje acaba por prejudicar o envolvimento com os estudos e o desempenho escolar.

3. Estudar um pouquinho por dia: mesmo no dia em que a escola não enviar tarefa, a criança deve ter pelo menos 30 minutos para refazer alguma atividade ou escrever um pequeno resumo sobre o que aprendeu na escola. Dessa forma sinaliza para o cérebro que aquele conteúdo é importante e deve ser devidamente armazenado durante as próximas noites de sono.

Caso você precise de ajuda para organizar a rotina de estudos, não deixe para depois: peça! Quanto mais cedo as crianças encontrarem o ritmo que facilita a aprendizagem, mais prazeroso e leve será o ano letivo!

Leia também

Quer ajudar na rotina escolar do seu filho? Respeite-a!

Cinco erros cometidos pelos pais na rotina escolar dos filhos

É verdade! As crianças reais do século 21 têm rotina menos formal