;
Mais

“Esses problemas vão ser uma memória distante, mas a minha realidade agora é essa e isso machuca”, relata mãe sobre amamentação

O momento é muito idealizado, mas também tem suas dificuldades. Se identifica?

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Ter filhos nem sempre é um mar de rosas. A australiana Laura Mazza, do Facebook e blog @themumontherun, é mãe de Luca, Sofia e do recém-nascido James, e fez um desabafo sobre as dificuldades da amamentação. Ela decidiu contar sobre seus obstáculos dessa fase em um texto que compartilhou na internet justamente para mostrar que esse momento é muito idealizado, mas que também tem algumas partes difíceis. Confira:

“Quando eu estava grávida do meu primeiro filho, via todas essas fotos de mães satisfeitas amamentando seus recém-nascidos com um vínculo tão incrível e pareciam tão contentes. Eu estava empolgada com aquilo. Nem pensei que talvez não pudesse amamentar, já que as enfermeiras me disseram que todas as mães conseguem. Esperava ser a mesma mãe satisfeita, mas eu não fui.

Meu filho mais velho não conseguia pegar direito, algo que eu não pensava que seria um problema. Eu aprendi sobre língua presa, algo que eu nem sabia que existia –  e meus três bebês tiveram. Eu aprendi sobre a candidíase e as dores que isso causa quando você amamenta. Posições que criam mamilos planos, mamilos que sangram, mamilos rachados. A dor disso é pior do que a do parto. Conchas protetoras de mamilos, suores noturnos.

O tempo entre as mamadas, amamentação em demanda, bombear leite para criar um abastecimento e, às vezes, bombear e não conseguir tirar leite nenhum. Se preocupar com confusão de bicos, sobre perda de peso ou sobre ouvir as palavras “atraso do crescimento”. Usar uma fórmula porque você só quer que seu bebê esteja alimentado, feliz e saudável. A tristeza que tudo isso traz, a ansiedade. A culpa e exaustão.

Não é fácil. Nem um pouco. Na verdade, é bem difícil. Fisicamente e emocionalmente. Não é algo simples como ‘amamentar o seu bebê’. E você quer tanto, mas tanto dar a ele o melhor… Te dizem que todos conseguem fazer isso, que é fácil e um lindo momento de conexão e, quando não é, você se pergunta: onde estou falhando? Por que não pode ser mais fácil? Porque tem que ser tão difícil? Eu pensei que estaria preparada, mas nunca estive. Seu corpo faz o que quer e seu bebê também.

Eu não tenho uma foto boa amamentando nesses primeiros meses. Nunca tive. Mas eu sei que melhora. Eu já passei por isso. Eu sei que todos esses problemas vão ser uma memória distante, mas a minha realidade agora é essa e isso machuca.

Então, se você está passando por esses problemas, saiba que melhora. É uma longa e difícil estrada para percorrer, pode dar certo e pode não dar. Pode nunca ser tranquila, mas a culpa diminui, você percebe que sua felicidade importa, você faz aquilo que funciona melhor e seu bebê te ama mesmo assim”.

Leia mais:

Amamentação cruzada, não!!! Entenda o porquê

Silicone x Amamentação: saiba o que é mito ou verdade e tire suas dúvidas

Como é amamentar ao redor mundo