Bebês

Histórias de Copa: o amor que vem de berço

Confira, todos os dias, nosso compilado de relatos sobre a Copa do Mundo

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

focus-ball-in-start-soccer-table-game-boy-toy-sport-game-concept-picture-id946483096

Foto: iStock

Já é Copa! E essa época sempre rende várias histórias boas, risadas e um momento muito legal em família. Para nossa edição de junho, conversamos com muitas pessoas e reunimos relatos sobre coisas que aconteceram na Copa do Mundo entre pais e filhos. Como tem muita história legal, decidimos publicar uma por dia aqui. Para começar, vamos falar da Giovana Barbato, que mostra que o amor pelo futebol vem desde o berço. Olha só:

“Meu primeiro filho nasceu dia 25 de junho de 2010, no dia do jogo entre Brasil e Portugal, que aconteceria durante à tarde. Meu parto aconteceu de manhã e, por ser uma cesariana, recebi a anestesia e fomos operar. Meu filho mais velho, Mathias, nasceu saudável e ficamos de repouso. Acontece que eu sou fissurada em Copa e só queria que o efeito da anestesia passasse para ir para o quarto logo e ver o jogo! Só que a orientação era de que mexer meu pé precisaria mexer para acontecer essa liberação. Então, eu ficava conversando com o meu pé, pedindo para que ele se mexesse logo. E consegui! Assisti ao jogo com o meu filho (vestido de verde, é claro) e com o meu marido.

Quando Mathias fez um mês de vida, nós fizemos uma festa com o tema da Copa e repetimos a dose no aniversário de 4 anos, que aconteceu também no dia de um jogo do Brasil – e que também ganhamos! Estou grávida de novo e meu filho está para nascer agora, mais uma vez durante o mundial. Nós gostamos muito dessa época porque a gente se junta, faz bagunça, sai na rua… É muito divertido.”

 

historias copa mathias

(Foto: Giovana Barbato)

Esse é o Mathias, em seu primeiro jogo e dia de vida!

*Por Cecília Malavolta e Nathália Martins

Leia também:

Sua família ama futebol e viajar? Veja opções de hotéis com a temática

De pai pra filho: 5 motivos para assistir futebol em família

60,6% das brasileiras nunca jogaram futebol

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não