Motivos para acreditar: casal de idosos encontra carteira com R$ 1.500 e usa redes sociais para localizar dono

“A gente tem que fazer a nossa parte”, relatou a idosa que encontrou o objeto

Resumo da Notícia

  • Recentemente uma história provou que existem motivos para acreditar;
  • Um casal de Santos encontrou uma carteira com documentos, cartões de crédito e R $1.500 em dinheiro;
  • Para encontrar o dono, eles decidiram fazer uma publicação nas redes sociais e devolveram todos os pertences da carteira, inclusive o dinheiro.

Recentemente uma história provou que existem motivos para acreditar. Um casal de Santos encontrou uma carteira com documentos, cartões de crédito e R $1.500 em dinheiro. Para encontrar o dono, eles decidiram fazer uma publicação nas redes sociais e devolveram todos os pertences da carteira, inclusive o dinheiro.

-Publicidade-

De acordo com o G1, a carteira era de um barbeiro chamado Aparecido. O homem ainda revelou que não percebeu que perdeu o objeto até receber inúmeras notificações nas redes sociais – tudo direcionava o homem para uma foto de sua habilitação com o relato do casal que encontrou sua carteira.

O homem contou ao portal que se sentou em uma padaria com a esposa e foi nesse momento que o objeto caiu do seu bolso. Assim que viu as notificações, bloqueou os cartões – mas para a surpresa de Aparecido e da esposa, a aposentada Márcia Regina Garcia da Silva Leite, de 63 anos, que encontrou os pertences, respondeu à mensagem dizendo que estava com tudo o que tinha dentro da carteira.

“Assim que ela respondeu, foi um alívio. A gente marcou de se encontrar no dia seguinte. Foi gratificante, não porque eles me devolveram o dinheiro, mas porque isso é coisa rara de se ver hoje em dia, fora a amizade que a gente fez”, diz o barbeiro.

Casal acha carteira (Foto: Reprodução / Arquivo pessoal)

Márcia ainda disse que para ela, não havia outra possibilidade além de entregar o objeto do desconhecido: “Eu pensei comigo: eu tenho que pegar para devolver para a pessoa. Essa é a segunda carteira com dinheiro que eu entrego para o proprietário, mas nunca fiz nada além da minha obrigação, não é meu, não me pertence”.

A mulher ainda disse que recebeu muitos elogios nas redes sociais, mas retrucou: “A gente luta por um país sem corrupção, e a gente tem que fazer a nossa parte”.