Mais

Sempre alerta: escorpiões passam a matar mais que cobras no Brasil

As crianças menores de sete anos estão no grupo de pessoas mais suscetíveis ao veneno do animal

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

small-scorpions-sitting-on-the-palm-of-person-picture-id862592868

(Foto: iStock)

De cara a gente vai dar uma notícia forte: segundo o Ministério da Saúde, escorpiões estão matando mais que cobras no Brasil por causa de demora no atendimento e falta de antídoto. Em 2017, ele foi responsável por 184 mortes e desde 2013, o número de óbitos aumentou 163%.

Há um mês, o filho mais novo do motorista Valdomiro Vieira dos Santos Neto foi picado por um escorpião que estava dentro do caminhão de brinquedo dele. Por causa da falta de soro antiescorpiônico no pronto-socorro de seu município, Miguelópolis, ele teve que ser transferido para outra cidade para poder receber o antídoto.

Apesar de ter melhorado após receber o soro, durante a noite ele passou mal e faleceu. A mãe de Felipe, Camila, desconfia que o escorpião veio de um armário que o marido arrastou para arrumar uma das portas. “Está cheio deles por aqui”, contou Valdomiro. “Se eu posso dizer algo para os pais é que façam uma busca efetiva pela casa, dia sim, dia não, atrás dessa criatura”.

Para prevenir possíveis casos de picada, é preciso prestar atenção em espaços úmidos e escuros, locais de preferência desses artrópodes. Além disso, fique atento a locais que têm baratas, que são o alimento favorito dos escorpiões. Crianças com menos de 7 anos e idosos com saúde debilitada são os que mais exigem cuidado, pois são mais suscetíveis ao veneno.

Leia também

Alerta de mãe: “Leve as picadas de carrapato a sério”

Fique alerta com as picadas de abelha

Saiba o que fazer se alguém da sua família for picado por um escorpião

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não