Notícias

Confira 11 dicas para estimular e manter o cérebro saudável

O quanto antes os estímulos, melhor será sua vida adulta

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

healthy-lifestyle-diet-nutrition-concept-picture-id625675312

(Foto: istock)

Aconteceu um encontro em Washington onde 13 especialistas discutiram o que pode ser feito para manter o cérebro saudável durante o envelhecimento.

Segundo o neurocientista argentino Facundo Manes, doutor em ciências pela Universidade de Cambridge e reitor da Universidade Favarolo,“nosso cérebro muda constantemente. É preciso estimulá-lo para mantê-lo vivo” [caso contrário] ele “morrerá cedo”. disse à BBC.

Autor do livro Usar o cérebro – aprenda a usar a máquina mais complexa do universo, Facundo diz que o estilo de vida tem forte impacto no nosso cérebro, que está em constante mudança e lista 11 dicas de estímulo, para qualquer idade.

1) Faça metas e desafios intelectuais: Metas pessoais ou profissionais e trabalhos voluntários fazem bem ao cérebro. Além disso, ler, escrever, fazer artes ou aprender coisas novas melhoram as conexões cerebrais. A atividade intelectual deve ser mentalmente estimulante e ao mesmo tempo agradável.

2) Tenha vida social: O ser humano é um ser social. Precisamos estar em contato com outros seres humanos, assim como nosso cérebro. Geralmente, as pessoas isoladas morrem antes.

3) Cultive relacionamentos: Ter vínculos profundos com outras pessoas nos dá mais sensação de bem-estar do que ter fama, por exemplo.

4) Reconheça seus sentimentos, como chorar na hora da tristeza, ou da dor, porque não é possível “se forçar” a ser feliz quando o momento não corresponde. A emoção facilita a consolidação da memória. Na vida nos esquecemos de quase tudo, mas lembramos do que nos emociona, sejam emoções positivas ou negativas.

5) Pense positivamente: Todos temos pensamentos tóxicos, mas alguns têm mais pensamentos tóxicos que outros. Estes veem mais o lado negativo do que o positivo e têm mais tendência a serem depressivos e ansiosos. E isso também afeta o desempenho do cérebro.

6) Não “se aposente” de tudo: A aposentadoria é um direito de todos. Mas não se aposente das coisas que você gosta de fazer, que te dão prazer. Seja escrever, seja lidar com o público. Não importa a atividade, mas mantenha o cérebro ativo trabalhando naquilo que você gosta.

7) Coma de forma saudável: isso ajuda a manter o cérebro em forma. Tudo o que faz bem ao coração também é bom para o cérebro.

8) Pratique esportes regularmente: alguns esportes têm o poder de unir a memória ativa, o corpo saudável e a vida social. É o caso do tênis, por exemplo, que nos obriga a estar atentos onde a bola vai e a fazer exercício e com outra pessoa. O mesmo caso ocorre com a dança de salão, que exige atenção aos passos e aos parceiros, além de ser uma atividade física.

9) Aprenda um idioma: é um mito que os mais idosos não podem aprender um idioma. É verdade que as crianças podem aprender mais rápido, mas isso não significa que os mais velhos não possam aprender.

10) Durma bem e administre o estresse. 

11) Mantenha o corpo em dia: faça controle do peso, da  pressão arterial, do colesterol, do nível de glicose no sangue, além do acido fólico, da vitamina B12. Tudo isso é vital para cuidar do cérebro.

Além de saudável, é prazeroso, não acha?

A matéria é do Só Notícia Boa.

Leia também:

6 supercomidas para o cérebro

14 relatos engraçados que provam como o cérebro muda na gravidez 

9 benefícios que a música proporciona às crianças 

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não